sicnot

Perfil

Brexit

Brexit

Brexit

PM grego pede à UE para acordar e "mudar políticas"

O primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, afirmou hoje que o referendo britânico deve acordar a União Europeia (UE) para a necessidade de "mudar de políticas", caso contrário arrisca-se a entrar numa "perigosa via de regressão" para os povos europeus.

© Jean-Marc Loos / Reuters

"O discurso presunçoso dos eurocratas enfurece os povos (...) Precisamos de mudar políticas e mentalidades para travar o euroceticismo", o nacionalismo e a extrema-direita, disse Tsipras à imprensa.

A vitória do 'Brexit' deve ser "o acordar do sonâmbulo que avança no vazio, uma perigosa via de regressão para os nossos povos", acrescentou.

O primeiro-ministro grego referiu nomeadamente "as políticas de extrema rigidez que agravaram as desigualdades", a política de "migrações 'à la carte'" e o encerramento de fronteiras como fatores que aumentaram o fosso entre o norte e o sul e favoreceram a extrema-direita.

"Este é um dia difícil que confirma a crise de identidade da Europa" e "um golpe para a unificação europeia", disse.

Os eleitores britânicos decidiram que o Reino Unido vai sair a União Europeia (UE), depois de o 'Brexit' ter conquistado 51,9 por cento dos votos no referendo de quinta-feira, cuja taxa de participação foi de 72,2%.

O primeiro-ministro britânico, David Cameron, anunciou já a sua demissão com efeitos em outubro.

As principais bolsas europeias abriram hoje em forte queda, com a bolsa de Londres a descer perto dos 08%, mantendo-se ao fim da manhã com perdas entre os 05% e os 11%.

Numa primeira reação, os presidentes das instituições europeias (Comissão, Conselho, Parlamento Europeu e da presidência rotativa da UE) defenderam um 'divórcio' o mais rapidamente possível, "por muito doloroso que seja o processo".

Lusa

  • Brexit abala coesão interna do Reino Unido
    1:50

    Brexit

    O referendo no Reino Unido vem levantar uma enorme incógnita sobre o futuro de uma união interna. Inglaterra e Pais de Gales queriam sair. Irlanda do Norte e Escócia ficar. O Governo escocês vai avançar para um referendo pela independência. Alex Salmond, antigo líder do Partido Nacional Escocês, defende que a Escócia deve continuar na União Europeia, apesar do resultado final.

  • Juncker quer acelerar negociações com os britânicos
    0:34

    Brexit

    O presidente da Comissão Europeia rejeitou que a saída do Reino Unido represente o princípio do fim da União Europeia (UE). "A união é o enquadramento do nosso futuro político comum", diz Jean-Claude Juncker que não quer que a incerteza se prolongue e pretende acelerar as negociações com os britânicos.

  • Costa apela à união e reflexão da Europa
    1:51

    Brexit

    O primeiro-ministro de Portugal diz que este é um dia triste para a Europa, na reação à vitória do "sair" no referendo da permanência do Reino Unido na União Europeia. António Costa acrescenta que a Europa deve unir-se e refletir sobre a mensagem que os cidadãos europeus têm dado.

  • Retrato de um reino dividido
    1:43

    Brexit

    Um parte do Reino Unido está em choque, outra parte em festa. Cândida Pinto, a enviada especial da SIC, está em Londres e fez um retrato do ambiente nas ruas da capital britânica, depois de conhecida a vitória do "sair" no referendo da permanência do Reino Unido na União Europeia.

  • Primeiro-ministro agradece sacrifícios dos portugueses
    0:46

    Economia

    O primeiro-ministro diz que os números do INE em relação ao défice de 2016 são prova de que havia uma alternativa e deixou uma palavra de agradecimento aos portugueses. As declarações de António Costa foram feiras aos jornalistas em Roma, onde se encontra para assinalar no sábado os 60 anos da União Europeia.

  • Jerónimo diz que UE vai continuar a causar constrangimentos a Portugal
    0:35

    Economia

    Esta sexta-feira na inauguração de uma exposição em Almada que denuncia a precariedade dos postos de trabalho, Jerónimo de Sousa falou sobre o défice de 2016. Para o secretário-geral do PCP, apesar do Governo ter ido além do exigido por Bruxelas, a União Europeia vai continuar a impedir Portugal de crescer.

  • Enfermeiros desconvocam greve

    País

    O Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP) desconvocou esta sexta-feira a greve geral nacional marcada para quinta e sexta-feira da próxima semana, anunciou o presidente da estrutura, justificando com os compromissos assumidos pelo Ministério da Saúde.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.

  • Probido fumar na praia? Não-fumadores aplaudem ideia
    1:33

    País

    O Comissário Europeu da Saúde defende uma proibição total do consumo de tabaco no espaço público. Esta e outras medidas foram defendidas, ontem, na Conferência Tabaco e Saúde da Liga Portuguesa Contra o Cancro. 

  • Visitar o Titanic vai custar 97 mil euros por pessoa

    Mundo

    Uma viagem a bordo do Titanic em 1912 era considerada uma viagem de luxo. Mais de 100 anos depois, continua a ser um luxo visitar o Titanic. Em 2018, vai ser possível conhecer os restos daquele que em tempos foi o maior navio do mundo. Contudo, nem todos vão poder fazê-lo, pois a viagem irá custar cerca de 97 mil euros por pessoa.