sicnot

Perfil

Brexit

Brexit

Brexit

Saída do Reino Unido da UE sem impacto na estratégia da easyJet

A companhia aérea de baixo custo britânica easyJet considerou hoje que a saída do Reino Unido da União Europeia (UE) decidida em referendo não terá impacto material na estratégia ou capacidade da empresa.

© Srdjan Zivulovic / Reuters

"Continuamos confiantes na força do modelo de negócio da easyJet e na nossa capacidade de manter a nossa estratégia de sucesso e o retorno", referiu a presidente executiva da empresa, Carolyn McCall, citada numa nota enviada hoje.

Segundo a responsável, a empresa escreveu hoje ao Governo do Reino Unido e à Comissão Europeia a solicitar "que considerem como prioritária a manutenção do Reino Unido no mercado de aviação único da União Europeia, tendo em conta a sua importância para a economia e consumidores".

A easyJet refere que tem vindo a preparar-se para esta eventualidade e a trabalhar numa diversidade de opções que lhe vai permitir continuar a operar para todos os seus mercados.

O principal enfoque da easyJet será agora o de acelerar as discussões com os governos do Reino Unido, da União Europeia e reguladores, para assegurar que o Reino Unido se mantém no mercado único da aviação da União Europeia.

"Isto irá permitir que as companhias aéreas da União Europeia voem livremente dentro do espaço aéreo do Reino Unido e entre o Reino Unido e a União Europeia; que as companhias aéreas do Reino Unido possam voar livremente pela Europa e irá assegurar que os consumidores continuem a beneficiar de baixas tarifas e que a easyJet, e outras companhias aéreas continuem a operar como operam hoje", lê-se ainda no documento.

A easyJet assegura também que irá continuar a trabalhar em opções alternativas que permitam manter a rede e operação atuais.

Os eleitores britânicos decidiram que o Reino Unido vai sair a União Europeia, depois de o Brexit ter conquistado 51,9% dos votos no referendo de quinta-feira, cuja taxa de participação foi de 72,2%.

O primeiro-ministro britânico, David Cameron, anunciou já a intenção de se demitir em outubro, na sequência deste resultado.

As principais bolsas europeias abriram hoje em forte queda, com a bolsa de Londres a descer perto dos 8%.


Lusa

  • "Já só lhes resta uma coisa: bisbilhotar comunicações privadas"
    2:57

    Caso CGD

    O primeiro-ministro diz que o PSD atingiu o grau zero da política, quando chegou à "bisbilhotice" de querer ver as mensagens trocadas entre o ministro das Finanças e António Domingues. A polémica da Caixa Geral de Depósitos voltou a marcar o debate quinzenal, com António Costa a garantir que nunca esteve em causa a entrega de declarações da administração. Já o PSD e o CDS a acusaram o Governo de violar as regras da transparência e de oprimir os direitos da oposição.

  • Compensa comprar a granel?
    8:39
  • Técnica de defesa contra aperto de mão de Donald Trump
    1:39
  • Vídeo mostra aterragem de Harrison Ford que quase causou um desastre

    Mundo

    Harrison Ford quase provocou um grave acidente quando, ao pilotar um dos seus aviões, falhou a pista de aterragem e esteve muito perto de chocar contra um um Boeing 737, com mais de 100 pessoas a bordo. O incidente com o ator norte-americano, considerado um piloto experiente, aconteceu na passada segunda-feira, dia 13, no Condado de Orange, na Califórnia, e o momento foi captado em vídeo.

  • Descoberta nova espécie de primatas em Angola

    Mundo

    Uma equipa britânica de cientistas descobriu uma nova espécie de galagos anões, um primata pertencente à família dos galonídeos - comum na África subsariana -, na floresta ameaçada da Kumbira, localizada na província do Cuanza Sul, noroeste de Angola.

  • Vestidos da princesa Diana em exposição
    1:29

    Mundo

    As roupas mais emblemáticas da princesa Diana vão estar em exposição no Palácio de Kensington, em Londres, a partir de sexta-feira. O objetivo é mostrar a evolução do estilo da princesa de Gales, considerada um dos maiores ícones de moda de sempre.