sicnot

Perfil

Brexit / Eleições no Reino Unido

Brexit / Eleições no Reino Unido

Brexit

Demitiu-se comissário europeu britânico, Jonathan Hill

O comissário europeu britânico, Jonathan Hill, anunciou hoje que se demite do cargo na sequência do 'brexit' e mostrou-se "muito desapontado" com o resultado do referendo.

© Yves Herman / Reuters

"Posto que passamos para uma nova fase, eu não acredito que esteja certo prosseguir como comissário britânico como se nada tivesse acontecido", afirmou num comunicado Hill, que tinha a pasta da Estabilidade Financeira, Serviços Financeiros e União dos Mercados de Capitais.

"Em linha com o que tinha falado com o presidente da Comissão há algumas semanas, eu disse-lhe que me demito", afirmou Hill numa alusão ao líder da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker.

Hill - antigo membro da Câmara dos Lordes nomeado pelo primeiro-ministro britânico cessante, David Cameron, para membro da Comissão Europeia de Juncker em 2014 - pediu uma "passagem de serviço ordeira" para o sucessor.

"Como muita gente aqui e no Reino Unido, obviamente estou muito desapontado com o resultado do referendo. Gostava que acabasse de maneira diferente ... mas o povo britânico tomou uma decisão diferente, e isso é a forma como a democracia funciona", afirmou.

Hill afirmou que foi para Bruxelas apesar de ser "cético em relação à Europa", mas que se convenceu que "apesar da frustração a pertença do Reino Unido era boa para o papel (do Reino Unido) no mundo e boa para a economia (britânica)".

"Mas o que está feito está feito e agora temos que avançar para o novo relacionamento com a Europa e trabalhar tão bem quanto possível", referiu.

Lusa

  • Marcelo pede "serenidade e cabeça fria" no debate político
    1:29
  • Seca agrava prejuízos agrícolas no Alentejo
    2:11
  • Estudantes universitários poderiam estar a pagar propinas mais baixas
    2:02

    País

    Os alunos universtários poderiam estar a pagar propinas mais baixas do que pagam atualmente. A situação foi denunciada pela Federação Académica do Porto, que diz que os estudantes estão a pagar cerca de 100 euros a mais do que deviam. O INE admite, num documento enviado ao Governo, que pode existir um método melhor para o cálculo destes valores.

  • Várias casas evacuadas devido a chuvas fortes na Alemanha
    0:54
  • Liberdade de movimento entre UE e Reino Unido termina em março de 2019

    Brexit

    A liberdade dos cidadãos europeus para viver e trabalhar no Reino Unido vai terminar, em março de 2019. O Governo britânico pediu esta quarta-feira um estudo de um ano sobre a migração europeia no país, de modo a ajudar no sistema de imigração que será implementado. A avaliação vai estar concluída em setembro, de 2018, seis meses antes da conclusão do Brexit.