sicnot

Perfil

Brexit

Brexit

Brexit

Removidas 77.000 assinaturas falsas de petição para segundo referendo

As autoridades parlamentares britânicas removeram, pelo menos, 77.000 assinaturas consideradas "falsas" da petição que pede um segundo referendo à permanência do Reino Unido na União Europeia, na sequência de uma investigação lançada pela Comissão das Petições.

© Russell Boyce / Reuters

Segundo uma declaração publicada hoje na conta do Twitter da Comissão das Petições, um órgão da Câmara dos Comuns constituído por deputados de vários partidos, foram retiradas cerca de 77.000 assinaturas fraudulentas.

A petição reivindica a introdução de uma norma que obrigue a convocar um segundo referendo caso a votação pela saída ou permanência na UE esteja abaixo de 60%, com uma participação de 75%, e contava com mais de três milhões de subscritores hoje à tarde.

Depois da vitória do 'Brexit', com 51,9% dos votos, no referendo na quinta-feira - que deixou o país profundamente dividido -, a página da Câmara dos Comuns na internet colapsou devido ao elevado número de pessoas que entraram para aderir à proposta.

O elevado número de assinaturas, muitas das quais de cidadãos fora do Reino Unido e em alguns casos em número superior ao da população total, levantou suspeitas, obrigando a comissão a lançar uma investigação para apurar eventuais fraudes.

De acordo com o jornal The Telegraph, 39.411 habitantes da Cidade do Vaticano, onde reside o Papa, teriam assinado a petição no domingo de manhã, apesar da cidade-Estado não contar com mais de 800 pessoas.

Na isolada Coreia do Norte, um dos países do mundo com menos ligações à internet, 23.778 pessoas teriam dado o seu aval à petição.

Locais sem habitantes permanentes, como os territórios britânicos ultramarinos da Geórgia do Sul e das Ilhas Sandwich, situados a sul das ilhas Falkland (Malvinas), geraram mais de 3.000 assinaturas, cerca de 300 mais do que as provenientes do Território Antártico Britânico, onde vivem cerca de 400 cientistas.

Foram também registadas assinaturas de locais tão remotos como as ilhas de Aruba (101), Bermudas (564), China (432), Hong Kong (2.089), Japão (742), Venezuela (24) e as ilhas do Pacífico Sul de Tuvalu (18), Wallis e Fortuna (8) e Vanuatu (31).

Lusa

  • Francês detido em Antuérpia "queria matar"

    Mundo

    O Presidente de França François Hollande afirmou que o francês detido esta quinta-feira por conduzir um automóvel a grande velocidade na principal rua pedonal de Antuérpia, na Bélgica, "queria matar" ou "provocar um acontecimento dramático".

  • Mais de 20 milhões estão a morrer à fome em África

    Mundo

    África enfrenta a maior crise desde 1945, com mais de 20 milhões de pessoas a morrer de fome em três países, Sudão do Sul, Somália e Nigéria, disse esta quinta-feira um responsável do Programa Alimentar Mundial das Nações Unidas.

  • Menina "rouba" chapéu ao Papa
    0:27

    Mundo

    Estella Westrick tem apenas três anos, mas já conseguiu chegar aos jornais de todo o mundo, depois de "roubar" o chapéu do Papa. Durante uma visita da família na quarta-feira ao Vaticano, a criança - que não parece estar muito contente no vídeo - foi pegada ao colo por um dos funcionários do Vaticano, que a levou depois até ao Papa para receber dois beijos. Nesta altura, Estella aproveitou para tirar o solidéu episcopal, arrancando gargalhadas de toda a gente, especialmente do Papa Francisco.

  • Jovem violada em direto no Facebook não se sente em segurança

    Mundo

    A jovem de 15 anos que foi abusada sexualmente por cinco ou seis homens durante um vídeo em direto para o Facebook está a receber tratamento. A mãe da jovem deu uma entrevista, na qual disse que a filha já não se sente em segurança na sua vizinhança, depois de receber ameaças na internet.

  • Letizia, uma rainha da nova geração
    2:01