sicnot

Perfil

Brexit

Brexit

Brexit

Alemanha, França e Itália querem rapidez na saída dos britânicos e um novo impulso para o projeto europeu

A chanceler alemã Angela Merkel recebeu hoje, em Berlim, o presidente francês e o primeiro-ministro italiano. Os três líderes europeus discutiram a saída do Reino Unido e o futuro da União Europeia. A anfitriã do encontro anunciou que a Alemanha, França e Itália pretendem propôr aos restantes países da União Europeia que seja dado um "novo impulso" ao projeto europeu - nomeadamente nas áreas da Defesa e da Economia.

© Hannibal Hanschke / Reuters

Berlim, Paris e Roma vão mesmo apresentar uma proposta formal aos restantes chefes de Estado e de governo, uma proposta que deve ser implementada nos próximos meses, aproveitando o atual momento que se vive na Europa, com a partida dos britânicos.

Quanto ao Brexit, os três líderes são unânimes em afirmar que Londres tem de formalizar a saída, ativando o artigo 50 do Tratado de Lisboa. Sem esse passo, nada mais pode ser feito.

Nesta reunião de Berlim, o presidente francês lançou mesmo um apelo aos britânicos: François Hollande diz que não há tempo a perder, para efetivar a saída do reino Unido da União Europeia. O encontro serviu também para passar uma imagem de união entre três dos fundadores.

  • EUA garantem que Brexit vai reforçar a NATO
    0:54

    Brexit

    Os Estados Unidos da América consideram que a saída do Reino Unido da União Europeia não vai enfraquecer a NATO, muito pelo contrário. A mensagem foi deixada hoje pelo secretário de estado norte-americano. John Kerry está em Bruxelas a preparar a próxima cimeira da Aliança Atlântica.

  • Um quinto das empresas britânicas pensa deslocar parte da atividade para outro país

    Brexit

    Um quinto dos administradores de empresas britânicas pensa deslocar parte da atividade para outro país, em consequência da decisão de saída da União Europeia. Uma sondagem feita pelo instituto dos diretores, Federação Britânica dos Dirigentes de Empresas, revela que 64% dos administradores de empresas pensam que o Brexit vai ser negativo para a atividade a que estão ligados, 24% prevê o congelamento dos contratos e 22% está a pensar deslocar algumas operações.

  • Bruxelas diz que só analisará aplicação de sanções a Portugal e Espanha em julho

    Economia

    Bruxelas diz que ainda não tomou uma decisão sobre a aplicação de sanções a Portugal e Espanha. Em resposta à SIC, uma porta-voz da Comissão diz que o Colégio de Comissários só volta a analisar o caso português e espanhol no início de julho e que ainda não tomou qualquer decisão. Segundo fontes comunitárias, o tema das sanções não está na agenda da reunião que decorre hoje em Bruxelas e em que estão em discussão as consequências do Brexit. De acordo com o jornal "Le Monde", Bruxelas estará a considerar aplicar sanções ao país por ter falhado as metas do défice.

  • BE diz que é urgente preparar o país para a saída do euro
    1:10

    País

    Catarina Martins diz que é urgente preparar o país para o cenário de saída do euro. No final da reunião da mesa nacional do Bloco de Esquerda, a coordenadora do partido criticou o encontro de líderes europeus em Roma e disse ainda que a Europa da convergência chegou ao fim.

  • "Mais UE não significa mais Europa"
    0:50

    País

    O secretário-geral do PCP insiste nas críticas à União Europeia. Um dia depois da comemoração dos 60 anos do Tratado de Roma, Jerónimo de Sousa defendeu, no Seixal, que o modelo europeu está esgotado e prejudica vários países, incluindo Portugal.

  • Aplicação WhatsApp acusada de permitir conversas secretas entre terroristas
    1:45
  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".