sicnot

Perfil

Brexit / Eleições no Reino Unido

Brexit / Eleições no Reino Unido

Brexit

Fitch baixa rating do Reino Unido para AA com perspetiva negativa

A agência de notação financeira Fitch baixou hoje a classificação da dívida do Reino Unido de AA+ para AA, com perspetiva negativa, depois de os britânicos terem votado a favor da saída da União Europeia.

© Jon Nazca / Reuters

O 'rating' com perspetiva negativa significa que a nota de crédito do Reino Unido pode descer ainda mais nos próximos dias.

Antes, também a Standard and Poor's (S&P) - uma das três grandes agências de 'rating' mundiais, a par da Moody's e da Fitch -- tinha retirado ao Reino Unido a classificação de triplo A (a melhor possível), descendo a nota em dois níveis para AA.

A norte-americana Moody's degradou a sua perspetiva sobre a qualidade creditícia do Reino Unido, de 'estável' para 'negativa', na sexta-feira, o que significa que o 'rating', que está em 'Aa1', pode vir a descer novamente em breve.

Já a agência canadiana DBRS reafirmou o triplo A atribuído ao Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda do Norte, reafirmando igualmente a perspetiva de 'estável' das notações atribuídas à credibilidade creditícia britânica.

Os eleitores britânicos decidiram na quinta-feira que o Reino Unido vai sair da União Europeia (UE), com o 'Brexit' a conquistar 51,9% dos votos no referendo, cuja taxa de participação foi de 72,2%.

As notas das agências de 'rating' constituem uma espécie de certificados de solvência e ditam as condições em que as empresas e os países acedem aos mercados.

Quanto mais baixa for a classificação, mais altas são as taxas de juros exigidas pelos credores.

Lusa

  • S&P corta rating do Reino Unido em dois níveis

    Brexit

    A agência de notação financeira norte-americana Standard and Poor's (S&P) baixou hoje o 'rating' da dívida britânica em dois níveis, de "AAA" para "AA", depois de os eleitores britânicos terem optado, em referendo, pela saída da União Europeia.

  • Família perde tudo na aldeia de Queirã
    2:32
  • Temperaturas sobem no fim de semana, risco de incêndio aumenta
    1:08

    País

    A chuva que caiu nos últimos dias não deverá ter impactos relevantes na dominuição da seca e, por isso, o risco de incêndios vai voltar a aumentar com nova subida das temperaturas. Os termómetros podem chegar aos 30 graus entre domingo e quarta-feira.

  • Não me parece o melhor princípio político, mas percebo que António Costa queira ter junto de si, sobretudo em tempos difíceis, os mais próximos. Os homens de confiança pessoal e política. Em plena tempestade, o primeiro-ministro chamou dois amigos de longa data, ex-colegas da Faculdade de Direito, Eduardo Cabrita e Pedro Siza Vieira. E eles não disseram que não.

    Bernardo Ferrão