sicnot

Perfil

Brexit

Brexit

Brexit

Patrão da Virgin cancela investimento no Reino Unido

O proprietário da Virgin Group, Richard Branson, anunciou hoje que cancelou um investimento no Reino Unido, que poderia criar três mil postos de trabalho, por causa do Brexit.

© Lucy Nicholson / Reuters

"Estávamos prestes a fazer uma grande operação, que representaria três mil postos de trabalho, e cancelei-a. Isto está a acontecer em todo o país", assegurou o milionário à imprensa, sem precisar o tipo de investimento que iria fazer.

Segundo Richard Branson, a libra caiu para o seu nível mais baixo nos últimos 30 anos e o "país vai entrar em recessão".

"Acho que perdemos um terço do nosso valor", afirmou o empresário, referindo-se às suas empresas e negócios, que passam por transportadoras aéreas, canais de televisão e bancos.

Defensor da permanência do Reino Unido na União Europeia, Richard Branson apelou segunda-feira ao parlamento britânico para levar a sério a petição para um novo referendo, que recolheu cerca de quatro milhões de assinaturas.

Os eleitores britânicos decidiram, quinta-feira, que o Reino Unido deve sair da UE, depois de o Brexit (nome como ficou conhecida a saída britânica da União Europeia) ter conquistado 51,9% dos votos no referendo.

O primeiro-ministro britânico, David Cameron, anunciou a sua demissão, com efeitos a partir de outubro, e os líderes da UE defenderam uma saída rápida do Reino Unido.

Lusa

  • O percurso dos rendimentos de Ronaldo
    3:43

    Football Leaks

    O Ministério das Finanças espanhol abriu uma investigação a Cristiano Ronaldo, por eventuais irregularides na declaração dos rendimentos da publicidade. A Gestifute, empresa do agente do avançado do Real Madrid, garante que Ronaldo tem os impostos em dia. A investigação aos documentos extraídos da plataforma informática Football Leaks, liderada pela revista alemã Der Spiegel, e da qual faz parte o jornal Expresso, conseguiu traçar o percurso dos rendimentos do melhor jogador do mundo.

  • Fábio Coentrão investigado por suspeita de delitos fiscais
    3:37

    Football Leaks

    O Ministério Público de Madrid acusou o defesa português Ricardo Carvalho de evasão fiscal e está a investigar Fábio Coentrão por eventuais delitos fiscais. Além dos dois portugueses a justiça acusou ainda o espanhol Xabi Alonso, o argentino Ángel Di María e investiga o colombiano Falcão. As investigações surgem depois da revelação do caso Football Leaks, investigada pelo Expresso e pelo consórcio europeu de jornalistas que tiveram acesso a milhões de documentos.