sicnot

Perfil

Brexit / Eleições no Reino Unido

Brexit / Eleições no Reino Unido

Brexit

Primeira-ministra da Escócia disse a Schulz que país não quer deixar UE

A primeira-ministra escocesa afirmou hoje que a sua reunião com o presidente do Parlamento Europeu (PE) foi uma "boa oportunidade" para apresentar a posição do país depois da decisão, em referendo, do Reino Unido abandonar a União Europeia (UE).

Geert Vanden Wijngaert / AP

Nesta reunião, em Bruxelas, entre Nicola Sturgeon e o líder do PE, Martin Schulz, foi assumido ser ainda cedo para definir o futuro da Escócia, mas que se aproveitou para fixar a posição do país e "o desejo da Escócia de permanecer na UE".

"Não subestimo os desafios que vamos ter", acrescentou a governante, que hoje ainda se encontrará com o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, e com o líder do grupo parlamentar dos liberais no PE, Guy Verhofstadt.

Aos jornalistas, a chefe do executivo reafirmou que estas são reuniões para explicar que, "ao contrário de outros locais do Reino Unido, a Escócia não quer abandonar a UE".

Sem acrescentar muitos comentários, Schulz afirmou apenas ter "escutado atentamente" a governante e que "aprendeu muito" durante a reunião.

Nicola Sturgeon disse, naquele que foi o seu primeiro discurso no parlamento escocês desde a vitória do 'Brexit', estar "absolutamente determinada" a defender o lugar da Escócia na UE, recordando que os escoceses votaram maioritariamente (62%) pela permanência na UE no referendo de 23 de junho.

Os eleitores britânicos decidiram que o Reino Unido deve sair da UE, depois de o 'Brexit' (nome como ficou conhecida a saída britânica da União Europeia) ter conquistado 51,9% dos votos.

Já no domingo, a primeira-ministra da Escócia afirmou ser "altamente provável" que se realize um novo referendo sobre a independência após o 'Brexit'.

"O Reino Unido, pelo qual a Escócia votou para permanecer em 2014, já não existe", afirmou em declarações à estação britânica BBC, garantindo que tudo fará "para proteger os interesses dos escoceses".

Lusa

  • IPSS no Seixal alvo de processo e auditoria financeira
    1:47

    País

    A Segurança Social está fazer mais uma inspeção total a uma IPSS, agora na Associação Unitária de Reformados, Pensionistas e Idosos do Seixal. A fiscalização já recolheu documentação e está agora a passar a pente fino as contas, os serviços e todos os procedimentos da Instituição.

    Investigação SIC - Hoje no Jornal da Noite

    SIC

  • Rui Santos revela novos e-mails que envolvem o Benfica
    1:52
    Tempo Extra

    Tempo Extra

    3ª FEIRA 23:00

    No programa da SIC Notícias Tempo Extra, Rui Santos revelou esta terça-feira que o blogue de Hugo Gil, associado ao Benfica, partilhou informação privilegiada da APAF (Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol) com várias figuras do clube da Luz.

  • Fredy Montero é reforço do Sporting

    Desporto

    O colombiano Fredy Montero está de regresso ao Sporting, anunciou o clube. O avançado de 30 anos já tinha vestido a camisola dos leões entre 2013 e 2015, antes de passar pelos chineses do Tianjin Teda e nos canadianos dos Vancouver Whitecaps.

  • Trump mentalmente apto para ser Presidente dos EUA

    Mundo

    O Presidente dos Estados Unidos foi na semana passada sujeito aos exames médicos anuais obrigatórios. O médico oficial da Casa Branca informou esta terça-feira que Donald Trump está de "excelente" saúde, não apenas física, como já tinha sido divulgado, mas também mental. As dúvidas sobre as capacidades cognitivas de Trump ganharam força após as revelações feitas no livro "Fire and Fury: Inside the Trump White House".

    SIC

  • "É preciso namorar bem para que o namoro dê certo"
    2:31
  • Governo vai proibir refeições nos monumentos com estatuto de panteão
    0:53

    País

    O Governo vai acabar com as refeições no Panteão Nacional e em edifícios com estatuto semelhante, como os mosteiros dos Jerónimos e da Batalha. A decisão foi anunciada esta terça-feira pelo ministro da Cultura, no Parlamento. Luís Filipe Castro Mendes esclareceu que a decisão surge no âmbito da revisão do regulamento sobre os monumentos.