sicnot

Perfil

Brexit / Eleições no Reino Unido

Brexit / Eleições no Reino Unido

Brexit

Bolsas mundiais acumulam fortes ganhos na 1ª semana após referendo no Reino Unido

As principais bolsas do mundo fecharam a primeira semana pós-'brexit' em alta, acumulando ganhos significativos nas últimas quatro sessões, mais do que suficientes para compensar as fortes quedas nas duas primeiras sessões após o referendo no Reino Unido.

© Jon Nazca / Reuters

Depois de os britânicos terem, a 23 de junho, votado maioritariamente a favor da saída do Reino Unido da União Europeia, a reação nos mercados foi imediata, com perdas significativas nas sessões de dia 24 de junho (sexta-feira) e de 27 de junho (segunda-feira).

Porém, após o 'choque' inicial, seguiu-se um movimento generalizado de correção nos mercados mundiais de referência nas últimas quatro sessões que permitiu que as praças europeias, norte-americanas e asiáticas, com o Japão à cabeça, fechassem esta semana com ganhos assinaláveis.

O principal índice inglês, o FTSE 100, cresceu 3,61% desde o 'brexit' e negoceia nos 6.577,83 pontos. A tendência positiva estendeu-se às outras praças europeias de referência: Madrid (6,18%), Paris (4,07%), Milão (3,64%) e Frankfurt (2,29%).

Também o índice de referência da bolsa portuguesa (PSI20) esteve em linha e acumulou ganhos de 2,95% durante o período em análise.

De resto, o índice Euro Stoxx 50, que é composto pelas 50 cotadas mais significativas da zona euro, somou 3,85% entre as sessões de 24 de junho e de hoje.

Nos Estados Unidos, o ganho acumulado desde o 'brexit' ascendeu aos 2,86%, levando em linha de conta o índice S&P 500, que reúne as maiores capitalizações de Wall Street.

Na Ásia, o índice Nikkei 225, o mais representativo da bolsa do Japão, cresceu 4,35%. Já o índice CSI 300, que engloba as principais cotadas nas bolsas chinesas de Xangai e de Shenzhen, ganhou 1,66%.

Das praças de referência asiáticas, apenas o principal índice de Hong Kong, o Hang Seng, contrariou as subidas dos seus pares a nível global e fechou a semana com uma perda acumulada de 0,57%.

Desde o 'brexit', a bolsa de Lusaka (Zâmbia) teve o melhor desempenho (11,45%), seguida pelo Brasil (9,35%) e Argentina (6,77%).

No lado oposto estão os mercados da Venezuela (-4,11%), da Nigéria (-3,06%) e da Suécia (-2,52%).

Lusa

  • Drone inglês evita execução do Daesh na Síria
    2:08

    Mundo

    A Força Aérea britânica divulgou esta terça-feira um vídeo que mostra um drone a parar uma execução pública que estaria prestes a acontecer às mãos do Daesh, na Síria. As imagens, apesar de cortadas pelo Ministério da Defesa do Reino Unido, mostram várias pessoas na rua, uma explosão e, depois, a fuga.

  • Atrás das Câmaras em Fátima
    2:48
  • Como fazer negócios no mercado dos leilões
    7:15
  • PS quer reconquistar poder em Vila Viçosa
    2:06

    Autárquicas 2017

    Ana Catarina Mendes insistiu na ideia de que o PSD escolheu um modo perigoso de fazer campanha, ao insistir nas críticas à lei da imigração. Ana Catarina Mendes, secretária-geral adjunta do PS, esteve esta quarta-feira em campanha no distrito de Évora.

  • Troca de argumentos entre Medina e Cristas marca campanha em Lisboa
    2:34

    Autárquicas 2017

    Esta quarta-feira o dia de campanha em Lisboa ficou marcado por uma troca de argumentos entre Fernando Medina e Assunção Cristas. O atual presidente da Câmara acusa a candidata do CDS de não respeitar os lisboetas por admitir que pode não exercer o cargo de vereadora até ao fim do mandato. Já Assunção Cristas garante que se for eleita cumpre o mandato até ao fim.

  • "Não toleramos ameaças de ninguém"
    2:13
  • Número de tartarugas marinhas está a aumentar

    Mundo

    O número de tartarugas marinhas está a crescer, levando investigadores a considerar que os esforços para salvar estes animais são uma "história de sucesso da conservação global", indica um estudo divulgado esta quarta-feira.

  • Tubarões vivem mais tempo do que se pensava

    Mundo

    Uma revisão de dados sobre avaliação da idade dos tubarões revela que muitas espécies têm maior longevidade do que se pensava, o que poderá obrigar a uma revisão dos planos de conservação das mais ameaçadas.

  • Como mudar um templo com 135 anos e 2 mil toneladas... de lugar

    Mundo

    Um templo budista do século XIX é um dos mais populares em Xangai, na China. Visitado diariamente por milhares de pessoas, precisava de ser relocalizado para evitar que uma tragédia acontecesse. E mesmo pesando cerca de duas mil toneladas, a missão acabou por se provar possível.

  • Casal morre com horas de diferença depois de 75 anos de casamento

    Mundo

    George e Jean Spear morreram no passado dia 15 de setembro, no hospital de Queensway Carleton, em Ottawa (Canadá), depois de terem celebrado 75 anos de casamento em agosto. A britânica de 94 anos conheceu o candaniano em 1941, num salão de bailes, em Londres. George Spear servia as Forças Armadas durante a Segunda Guerra Mundial.

    SIC