sicnot

Perfil

Brexit

Brexit

Brexit

Líder trabalhista Jeremy Corbyn perde apoio entre militantes

O líder do Partido Trabalhista britânico, Jeremy Corbyn, pressionado a demitir-se pelo seu grupo parlamentar, perdeu apoio entre os militantes, segundo uma sondagem publicada hoje pelo diário The Times.

Líder do Partido Trabalhista britânico, Jeremy Corbyn.

Líder do Partido Trabalhista britânico, Jeremy Corbyn.

© Peter Nicholls / Reuters

O estudo de opinião, realizado pela empresa YouGov para aquele diário, concluiu que 50% dos militantes inquiridos apoia Jeremy Corbyn, menos 14 pontos percentuais do que em maio.

Outros 47% afirmam que não apoiam o líder, uma subida de 14 pontos percentuais face a maio.

A YouGov entrevistou 1.203 militantes Partido Trabalhista, principal partido da oposição no Reino Unido, entre 27 e 30 de junho.

Jeremy Corbyn tem sido pressionado a demitir-se por vários membros do partido que o acusam de não se ter envolvido suficientemente na campanha pela permanência na União Europeia (UE), derrotada no referendo da semana passada.

Na segunda-feira, depois de uma série de demissões de "ministros sombra" durante o fim de semana, 81% dos deputados trabalhistas votaram a favor de uma moção de censura ao líder, não vinculativa, aprovada com 172 votos a favor e 40 contra.

Apesar das pressões, Corbyn tem recusado demitir-se, argumentando que tem o apoio das bases, e assegurou que se os deputados forçarem uma nova moção de censura, voltará a ser candidato à liderança.

Perante a recusa, a liderança de Corbyn só pode ser posta em causa se um deputado a desafiar, desde que tenha o apoio de pelo menos 50 outros parlamentares.

A imprensa britânica tem citado fontes trabalhistas segundo as quais a deputada Angela Eagle, antiga porta-voz trabalhista para as empresas, tencionava desafiar na quinta-feira a liderança de Corbyn, mas decidiu adiar a iniciativa.

A YouGov questionou os militantes acerca de uma disputa da liderança entre os dois, concluindo que 50% apoiaria Corbyn e 40% Eagle.

Lusa

  • Fogo na baixa do Porto provoca quatro feridos, dois em estado grave
    1:38

    New Articles

    Um incêndio em três habitações na baixa do Porto, que deflagrou esta noite, provocou quatro feridos, dois em estado grave. O fogo que foi extinto pelos Bombeiros Sapadores do Porto causou cinco desalojados, dos quais quatro foram acolhidos por familiares e um realojado pela junta de freguesia. Desconhece-se a origem das chamas que destruíram três casas.

  • O primeiro dia de Donald Trump na Casa Branca
    3:05
  • Advogados de Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático
    2:13

    Operação Marquês

    Os advogados de José Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático e garantem que o antigo primeiro-ministro nunca favoreceu Ricardo Salgado ou o Grupo Espirito Santo. Segundo o Expresso, o presidente da Escom, Helder Bataglia, terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, alegadamente para o amigo José Sócrates.

  • Marine Le Pen diz que Brexit terá efeito dominó na UE
    0:39

    Brexit

    Marine Le Pen diz que o Brexit vai ter um efeito dominó na União Europeia. Durante um congresso da extrema-direita, a líder da Frente Nacional francesa afirmou que a Europa vai despertar este ano em que estão marcadas eleições em vários países, como a Alemanha e a Holanda.