sicnot

Perfil

Brexit

Brexit

Brexit

Marcha junta milhares em Londres contra saída da UE

Milhares marcharam hoje Londres para protestar contra os resultados do referendo no Reino Unido, que determinaram a saída da União Europeia, uma decisão que provocou turbulência política e dividiu a opinião pública.

© Paul Hackett / Reuters

Cantando "Nós te amamos UE", agitando bandeiras europeias e carregando bandeiras coloridas com 'slogans', os manifestantes começaram a marcha no final da manhã de hoje, em direção ao parlamento.

A votação de 23 de junho levou à renúncia do primeiro-ministro David Cameron, desencadeando uma batalha pela liderança no partido conservador, no poder, e lançando o caos no principal partido da oposição, os trabalhistas.

"Podemos evitar o Brexit, recusando aceitar o referendo como a palavra final, e retirar o nosso dedo do botão de autodestruição", disse o organizador da marcha, Keiran MacDermott, na sua página do Facebook, acrescentando: "não vamos deixar a próxima geração à deriva... Vamos marchar, vamos protestar, e vamos parar Brexit."

Os britânicos, preocupados com a imigração, votaram 52% a favor de uma saída do bloco europeu.

Lusa

  • BE diz que é urgente preparar o país para a saída do euro
    1:10

    País

    Catarina Martins diz que é urgente preparar o país para o cenário de saída do euro. No final da reunião da mesa nacional do Bloco de Esquerda, a coordenadora do partido criticou o encontro de líderes europeus em Roma e disse ainda que a Europa da convergência chegou ao fim.

  • "Mais UE não significa mais Europa"
    0:50

    País

    O secretário-geral do PCP insiste nas críticas à União Europeia. Um dia depois da comemoração dos 60 anos do Tratado de Roma, Jerónimo de Sousa defendeu, no Seixal, que o modelo europeu está esgotado e prejudica vários países, incluindo Portugal.

  • Aplicação WhatsApp acusada de permitir conversas secretas entre terroristas
    1:45
  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".