sicnot

Perfil

Brexit

Rainha de Inglaterra sublinha que é importante manter a calma perante os desafios

Rainha de Inglaterra sublinha que é importante manter a calma perante os desafios

A Rainha de Inglaterra inaugurou hoje a nova legislatura do parlamento da Escócia. Uma semana depois do referendo que ditou a saída britânica da União Europeia e a demissão de David Cameron, Isabel II destacou a importância de manter a calma perante os novos desafios.

Na sua intervenção, a soberana britânica, de 90 anos, disse aos membros do parlamento de Holyrood, em Edimburgo, que o mundo é cada vez mais "complexo e exigente" e que os acontecimentos dos dias de hoje se desenvolvem a uma "velocidade extraordinária".

Isabel II inaugurou a sessão dias depois de os britânicos votarem a favor da saída da União Europeia ("Brexit") num referendo a 23 de junho, o que provocou uma crise política com o anúncio da demissão do primeiro-ministro, David Cameron.

A rainha, acompanhada pela líder do governo escocês, Nicola Sturgeon, destacou que os tempos atuais trazem "esperança".

"Claro que todos vivemos e trabalhamos num mundo cada vez mais complexo e exigente, no qual os acontecimentos e os desenvolvimentos podem e têm lugar a uma velocidade extraordinária, e ter a capacidade para conservar a calma e estarmos serenos pode ser às vezes duro", admitiu a chefe de Estado britânica.

A soberana destacou também a necessidade de pensar as coisas com serenidade, a fim de observar como os "desafios e as oportunidades" podem ser abordados da melhor maneira.

A intervenção de Isabel II coincide com momentos difíceis na Escócia, depois de a região votar a favor da permanência na UE.

Na sequência deste resultado, Nicola Sturgeon indicou que fará todo o possível para defender os interesses da Escócia na UE e não descartou a possibilidade de convocar outro referendo de independência, depois do de 2014, no qual os escoceses rejeitaram a separação do Reino Unido.

Sturgeon destacou hoje no parlamento escocês a importância de que os membros desta sessão legislativa mostrem "coragem e determinação" para ajudar os escoceses.

"O nosso compromisso coletivo para com o povo da Escócia é o de que não devemos fugir de nenhum dos desafios que enfrentamos, sem importar quão difíceis ou profundos sejam", acrescentou.

Ao mesmo tempo, a líder independentista sublinhou que o dever do parlamento é "nunca diminuir o nosso lugar no mundo", em clara referencia ao vínculo com o bloco comunitário.

"Hoje, ao celebrar um novo começo (legislativo), olhemos com esperança (...) para trabalhar sem descanso pelo bem de todos os escoceses e, ao fazê-lo, ter a nossa participação numa Europa mais forte e num mundo melhor", acrescentou.

Com Lusa

  • Vem lá chuva

    País

    A chuva vai voltar a Portugal continental a partir de quarta-feira e pelo menos até domingo, enquanto as temperaturas mínimas deverão subir.

  • "O Sporting é o um barco à deriva"
    2:26
    O Dia Seguinte

    O Dia Seguinte

    2ªFEIRA 21:50

    A crise do Sporting foi o principal tema em O Dia Seguinte, esta segunda-feira. José Guilherme Aguiar censura Bruno de Carvalho por ter convidado Jorge Jesus para a comissão de honra da recandidatura. Já Rogério Alves não tem dúvidas que a contestação tem aumentado de tom devido à proximidade das eleições do Sporting. Rui Gomes da Silva pensa que toda a direção leonina é responsável pelo mau momento atual do clube.

  • Deputado do PS abandona partido e pode colocar em causa maioria parlamentar
    2:28

    País

    Domingos Pereira foi eleito pelo círculo de Braga. Agora, vai demitir-se do Partido Socialista e entregar o cartão de militante. Contudo, mantém-se no Parlamento, passando assim a deputado independente na Assembleia da República. Pode estar em causa a maioria parlamentar quando o PCP se abstiver.

    Notícia SIC

  • Violação emitida em direto no Facebook

    Mundo

    Três homens foram detidos na Suécia, por suspeitas de violação de uma mulher, num apartamento a 70 quilómetros da capital. Os suspeitos filmaram o ato de violência e exibiram-no em direto no Facebook.

  • "O México não acredita em muros"
    0:45

    Mundo

    Em resposta a Donald Trump, o Presidente mexicano diz que o país não acredita em muros, mas em pontes. Enrique Peña Nieto diz ainda que o México vai procurar dialogar com os Estados Unidos sem confrontos, mas também sem submissão.