sicnot

Perfil

Brexit

Brexit

Brexit

Líder do Partido da Independência do Reino Unido anuncia demissão

O eurocético Nigel Farage anunciou hoje que se vai demitir da liderança do Partido da Independência do Reino Unido. Em declarações aos jornalistas, o fervoroso apoiante do Brexit disse que já cumpriu o que tinha a fazer e que não é um político de carreira.

Nigel Farage liderou a campanha pela saída do Reino Unido da União Europeia.

Nigel Farage liderou a campanha pela saída do Reino Unido da União Europeia.

"O meu objetivo de sair da UE foi atingido (...) completei a minha missão", declarou em conferência de imprensa, adiantando que se demitia da liderança do Partido da Independência do Reino Unido (UKIP).

Nigel Farage pronunciou-se também sobre o tema da imigração e pediu mais calma e tranquilidade.

O líder eurocético vai manter, contudo, o seu cargo como eurodeputado. Farage afirmou que faz questão de acompanhar no Parlamento Europeu as negociações sobre a saída do Reino Unido da União Europeia, decidida no referendo de 23 de junho.

"Durante a campanha do referendo, declarei que queria recuperar o meu país. Agora, digo que quero recuperar a minha vida", disse ainda.

Nigel Farage, de 52 anos e um dos fundadores do UKIP em 1993, já se tinha demitido da liderança do partido em 2009, devido a lutas internas no partido, e depois em 2015, por não conseguir ser eleito deputado, mas em ambas as ocasiões acabou por decidir ficar.

Hoje, insistiu: "não mudarei de ideias outra vez, prometo-vos".

"Vim do mundo dos negócios [foi corretor] porque pensava que o nosso país se devia autogovernar. Nunca fui e nunca desejei ser um homem político de carreira", declarou.

"Vou continuar a apoiar o partido, a apoiar o seu novo líder, vou observar de perto o processo de negociações em Bruxelas e intervir ocasionalmente no Parlamento Europeu", adiantou.

Nigel Farage considerou que o seu partido poderá ainda "conhecer dias melhores" se o próximo governo não mantiver os compromissos ligados ao Brexit.

Cáustico, qualificado de racista por alguns, Farage falhou seis vezes a eleição para o Parlamento britânico, mas está desde 1999 no Parlamento Europeu, tendo dedicado a carreira a denegrir as instituições europeias.

Com Lusa

  • "O objetivo de sair da UE foi atingido, completei a minha missão"
    0:51

    Brexit

    O líder do Partido para a Independência do Reino Unido demitiu-se. A decisão foi confirmada esta manhã pelo próprio Nigel Farage, um dos rostos da defesa do Brexit. O político diz que, com o resultado do referendo, cumpriu o principal objetivo a que se tinha proposto e, por isso, já pode abandonar o cargo.

  • "Porque está aqui?", diz Juncker a Farage no Parlamento Europeu
    0:53

    Brexit

    Jean-Claude Juncker voltou a lamentar o resultado do referendo no Reino Unido, mas sublinha que é preciso respeitar a vontade expressa pelo povo e insiste que o governo britânico deve ativar o artigo 50 o quanto antes. O presidente da Comissão Europeia confrontou hoje os eurodeputadas britânicos que defenderam o Brexit. Após a participação do líder do Partido da Independência do Reino Unido, Nigel Farage, Juncker perguntou-lhe o que estava a fazer no Parlamento Europeu.

  • E agora, como vai ser?

    Brexit

    Os eleitores britânicos decidiram que o Reino Unido vai sair da UE, depois de o 'Brexit' ter conquistado 51,9% dos votos no referendo de quinta-feira, cuja taxa de participação foi de 72,2%. O primeiro-ministro britânico, David Cameron, anunciou já a sua demissão com efeitos em outubro. E agora, como vai ser? Fica aqui as perguntas e respostas sobre o impacto do referendo no Reino Unido.

  • O Reino Unido dividiu-se na votação do Brexit
    1:44

    Brexit

    Apesar do nome o Reino Unido esteve dividido na votação. Inglaterra e País de Gales queriam sair, mas a Irlanda do Norte e Escócia não. No caso da Escócia, o país volta a pedir um referendo para sua independência.

  • Sporting de Braga afastado da Liga Europa

    Liga Europa

    O Sporting de Braga derrotou esta quinta-feira o Marselha, em Braga, por 1-0, na segunda mão dos 16 avos de final da Liga Europa. Um triunfo insuficiente para o apuramento, depois do desaire da equipa minhota em França (3-0).

  • Sporting nos oitavos de final da Liga Europa

    Liga Europa

    O Sporting garantiu esta quinta-feira o apuramento para os oitavos de final da Liga Europa, ao empatar frente ao Astana, em Alvalade, a três golos, na segunda mão dos 16 avos de final, depois de ter triunfado no Cazaquistão por 3-1. Veja ou reveja todos os golos do encontro.

  • Os 36 golos dos 16 avos da Liga Europa

    Liga Europa

    A jornada europeia ficou marcada, no panorama das equipas portuguesas, pelo apuramento do Sporting e pela eliminação do Sporting de Braga. Os leões passam assim a ser o único clube luso em prova na Liga Europa. Nos oitavos de final, o emblema de Alvalade pode encontrar adversários como o Arsenal, o Atlético de Madrid ou o AC Milan. O sorteio realiza-se esta sexta-feira, ao meio-dia. Aqui, veja ou reveja todos os golos da segunda mão dos 16 avos de final da Liga Europa.

  • "O dia a dia na Síria também é lutar por um pão"
    10:13

    Mundo

    Desde domingo que os bombardeamentos do regime sírio a Ghouta já fizeram mais de 400 mortos. Ghouta é o último reduto rebelde nos arredores da capital da síria, onde as forças fiéis a Bashar Al Assad iniciaram no domingo uma intervenção militar de larga escala. Cândida Pinto, editora de Internacional da SIC, e a psicóloga Maria Palha, que já esteve na Síria ao serviço dos Médicos Sem Fronteiras, estiveram na Edição da Noite da SIC Notícias para falar sobre o assunto.

  • O estranho caso do mergulhador Alejandro Ramos

    Mundo

    O mergulhador Alejandro Ramos tornou-se num caso de investigação do Centro Médico Naval do Peru, depois do seu corpo ter começado a inchar sem qualquer explicação aparente. Isto aconteceu há quatro anos, minutos depois de ter emergido da água, onde tinha estado a trabalhar durante muitas horas.

    SIC

  • Jane Seymour posa para a Playboy aos 67 anos

    Cultura

    Esta é a terceira vez que a atriz inglesa de 67 anos participa numa sessão fotográfica para a revista Playboy. Jane Seymour aproveitou a oportunidade para se juntar ao movimento #MeToo e falar sobre as agressões sexuais que sofreu às mãos de um produtor, em 1972.

  • Não dá mais, Brasil!
    18:00
  • Proposta de um cessar-fogo na Síria sem acordo

    Mundo

    O embaixador da Rússia junto das Nações Unidas afirmou esta quinta-feira que os 15 membros do Conselho de Segurança não alcançaram um acordo para aprovar um cessar-fogo de 30 dias na Síria, proposta negociada há mais de duas semanas.