sicnot

Perfil

Brexit

Brexit

Brexit

Polícia confirma aumento dos crimes com motivação racial no Reino Unido

A polícia britânica reportou hoje um aumento significativo do número de crimes por motivação racial nas semanas que antecederam e sucederam ao referendo no Reino Unido sobre a saída da União Europeia, dominado pelo debate sobre a imigração.

© Neil Hall / Reuters

Mais de 3 mil incidentes foram denunciados à polícia em todo o Reino Unido entre 16 e 30 de junho, o que representa um aumento de 42 pontos percentuais em relação ao mesmo período no ano passado, de acordo com dados do Conselho-Chefe da Polícia National britânico, noticiados pela agência France Presse.

"Temos agora uma indicação clara do aumento das queixas de crimes raciais em todo o país e podemos ver que há um claro aumento nas últimas semanas", anunciou Mark Hamilton, o oficial responsável pelos crimes de motivação racial no Conselho, citado pela AFP.

"Isto é inaceitável e põe em perigo a diversidade e tolerância que devíamos celebrar", acrescentou.

O mesmo responsável referiu que houve um pico nas queixas de ofensas no dia 25 de junho, o dia seguinte ao anúncio do resultado do referendo, com 289 incidentes reportados ou identificados pela polícia. O número de incidentes identificados tem vindo a decrescer desde então.

Para este aumento contribuíram também dois fatores, de acordo com a polícia: maior vigilância das autoridades e aumento do nível de alerta por parte da população.

A mais comum das 3.076 ofensas foi o assédio e provocação, nas mais variadas manifestações, desde o insulto verbal ao ataque físico.

Estes números foram divulgados um dia depois de vários envelopes com mensagens insultuosas e com pó branco -- que veio a verificar-se ser inofensivo - terem sido enviados para mesquitas em Londres, e para um deputado muçulmano da Câmara dos Lordes, câmara alta do Parlamento britânico.

A câmara alta do Parlamento britânico chegou a estar parcialmente encerrada durante uma hora e meia na quinta-feira, depois de a polícia ter sido chamada a investigar a natureza da ameaça relacionada com a carta enviada ao deputado, Nazir Ahmed.

Lusa

  • Carro que atropelou adepto encontrado na casa de um amigo do suspeito
    2:18

    Desporto

    O carro que terá atropelado o adepto italiano que morreu junto ao Estádio da Luz foi encontrado esta terça-feira, numa garagem na Amadora, na casa de um amigo do suspeito. Trata-se de um homem na casa dos 30 anos que pertence à claque No Name boys e é agora procurado pela Polícia Judiciária.

  • Os filhos do divórcio
    20:50
  • Será que lavar em lavandarias self-service compensa?
    8:21
  • A SIC foi dar uma volta de bicicleta

    País

    Há 90 anos, cerca de 40 ciclistas partiam do Marquês de Pombal, em Lisboa, para a primeira etapa da 1.ª Volta a Portugal de Bicicleta. Hoje, um grupo de investigadores repete o percurso, até Setúbal, dando início a uma viagem que pretende incentivar o uso da bicicleta como meio de transporte no dia-a-dia. Um jornalista da SIC segue no pelotão e pode acompanhar a viagem em direto no Facebook da SIC Notícias.

    SIC

  • Avião divergiu para as Lajes devido a discussão a bordo

    País

    Um avião da companhia aérea British Airways divergiu hoje para o aeroporto das Lajes, na ilha Terceira, nos Açores, devido a uma discussão a bordo entre um casal de passageiros e a tripulação, informou hoje a Força Aérea Portuguesa.

  • Web Summit inaugura primeiro escritório fora da Irlanda em Lisboa
    1:58

    Web Summit

    A Web Summit inaugurou em Lisboa o primeiro escritório fora da Irlanda, que vai dar emprego a 20 pessoas, algumas portuguesas. O próximo objectivo é alargar eventos a outros pontos do país. A conferência internacional regressa a Lisboa entre 6 e 9 de novembro e, a organização espera ter 60 mil participantes.

  • Ivanka Trump vaiada por defender o pai durante debate sobre igualdade de género
    1:51

    Mundo

    Com o propósito de criar pontes com Donald Trump, a chanceler alemã Angela Merkel convidou a filha mais velha do Presidente norte-americano para participar numa cimeira. No entanto as coisas não correram muito bem e Ivanka Trump foi vaiada pela audiência por ter defendido o pai quando o assunto era a igualdade de género. 

  • Irmã da mulher mais pesada do mundo acusa hospital de mentir

    Mundo

    A irmã da mulher egípcia que se acreditava ser a mais pesada do mundo acusou os médicos de mentirem acerca da sua perda de peso. No entanto, o hospital que realizou a cirurgia bariátrica já respondeu às acusações, defendendo que a mulher pesa agora 172 quilos.