sicnot

Perfil

Brexit / Eleições no Reino Unido

Brexit / Eleições no Reino Unido

Brexit

Hollande, Merkel e Renzi em cimeira sobre Brexit no fim de agosto

O Presidente francês, a chanceler alemã e o primeiro-ministro italiano vão reunir-se em finais de agosto para voltar a analisar a saída do Reino Unido da União Europeia (UE), conhecido por Brexit, anunciou hoje o Governo gaulês.

© Hannibal Hanschke / Reuters

A 27 de junho último, cinco dias após o referendo britânico, François Hollande, Angela Merkel e Matteo Renzi exortaram Londres a invocar, com celeridade, o artigo 50.º do Tratado de Lisboa, que regulamenta o processo de saída e que só pode ser ativado pelo país que vai abandonar a UE.

Nessa data, em Berlim, os três países sublinharam também a intenção de dar um novo impulso ao trabalho da UE em algumas áreas e definiram que se iriam apresentar rapidamente "medidas concretas" contra o terrorismo 'jihadista' e de apoio aos refugiados, para favorecer o crescimento económico, o emprego e a juventude.

Hoje, o porta-voz do Governo francês, Stéphane Le Foll, que não precisou o local da reunião, adiantou que Hollande irá efetuar entre 19 e 21 deste mês uma minidigressão europeia para receber apoio para nova Europa a 27.

A primeira paragem de Hollande será em Portugal, cuja visita oficial ocorrerá no dia 19, seguindo, depois, para deslocações de trabalho à República Checa, Áustria e Eslováquia, terminando a digressão a 21 na Irlanda.

Tema central, acrescentou o porta-voz gaulês, será o trabalho a fazer na sequência da saída do Reino Unido da UE.

Le Foll precisou que a designação de Theresa May como sucessora do primeiro-ministro britânico, David Cameron, não irá alterar a postura francesa, que defende que o Reino Unido abandone "quanto antes" a UE.

Lusa

  • 2017 regista o valor mais alto de área ardida da última década
    0:56
  • Danos Colaterais 
    18:55
    Reportagem Especial

    Reportagem Especial

    Jornal da Noite

    Nos últimos oito anos a banca perdeu 12 mil profissionais. A dimensão de despedimentos no setor é a segunda maior da economia portuguesa, só ultrapassada pela construção civil. A etapa mais complexa da história começou em 2008, com a nacionalização do BPN. Desde então, as saídas têm sido a regra. A reportagem especial desta terça-feira, "Danos Colaterais", dá voz aos despedidos da banca.

  • Suspeitas de fraude em matrículas escolares
    2:24

    País

    A Inspeção-Geral de Educação e Ciência (IGAE) abriu uma investigação por suspeitas de fraude nas matrículas, no agrupamento Filipa de Lencastre, em Lisboa. Muitos pais queixam-se de alegadas irregularidades no processo de admissão de vários alunos. Em algumas escolas foi preciso recorrer aos serviços da PSP para acalmar os ânimos. 

  • Trump acusa o procurador-geral dos EUA de ser fraco
    1:46