sicnot

Perfil

Brexit

Brexit

Brexit

François Hollande felicita Theresa May e pede urgência nas negociações

O Presidente francês, François Hollande, felicitou hoje a nova primeira-ministra britânica, Theresa May, e reiterou o desejo de que as negociações para a saída do Reino Unido da União Europeia decorram "o mais rapidamente possível".

Hollande contactou a nova primeira-ministra para lhe "endereçar as suas felicitações" na sequência da nomeação para o número 10 de Downing Street, segundo um comunicado do Palácio do Eliseu.

Os dois líderes, acrescenta o comunicado, "comprometeram-se a prosseguir ativamente no desenvolvimento de relações bilaterais de amizade que unem a França e o Reino Unido em todos os domínios".

O Presidente reiterou a sua esperança de que as negociações para a saída do Reino Unido da União Europeia tenham início "o mais rapidamente possível", acrescentou a presidência francesa.

Theresa May, a partir de hoje a chefe do executivo britânico, prometeu "enfrentar o desafio" do Brexit e confiou a pasta da diplomacia a Boris Johnson, o antigo autarca de Londres que na campanha do referendo para a permanência ou saída da União Europeia defendeu a saída. A primeira-ministra criou um Ministério do Brexit, chefiado por David Davis.

Uma reunião sobre as consequências do Brexit junta no fim de agosto em Itália o Presidente francês, a chanceler alemã, Angela Merkel e o primeiro-ministro italiano, Matteo Renzi.

Num referendo no mês passados os britânicos votaram pela saída do Reino Unido da União Europeia - Brexit.

Lusa

  • Protestos em Londres contra Theresa May
    1:33

    Brexit

    Na tomada de posse de Theresa May houve protestos em Londres contra a nova primeira-ministra. Os manifestantes falam em falta de legitimidade da nova líder do Governo e querem eleições antecipadas.

  • Theresa May tem dois dias para formar governo
    2:20

    Mundo

    Theresa May é oficialmente a nova primeira-ministra do Reino Unido. A sucessora de David Cameron foi nomeada pela Rainha Isabel II e dorme, já esta noite, em Downing Street. A líder conservadora chega ao poder depois da demissão de David Cameron e da derrota no referendo que ditou a saída do Reino Unido da União Europeia. Theresa May tem dois dias para formar governo.

  • Presidente do Tondela diz que clube foi humilhado
    1:26

    Desporto

    O presidente do Tondela participou esta segunda-feira na conferência de imprensa após o jogo da 23.ª jornada da I Liga com o Sporting. Gilberto Coimbra criticou o árbitro do encontro João Capela, e diz que o tempo de compensação dado a mais foi por uma falta que não foi assinalada sobre um jogador do Tondela, Bruno Monteiro.

  • Último golo do Sporting ao Tondela "é legal e limpinho" 
    0:41

    Desporto

    Jorge Jesus entende que a vitória desta segunda-feira do Sporting frente ao Tondela não merece contestação e destaca o facto de o árbitro ter avisado os jogadores que iria prolongar o tempo extra. Para o treinador dos leões, o golo no minuto 99' é legal. 

  • Deputados pedem medidas urgentes para travar exploração de urânio junto à fronteira
    3:06

    País

    Um projeto de exploração de urânio no município de Retortilho em Salamanca, a cerca de 40 quilómetros da fronteira portuguesa, está a causar preocupação nos dois países. Portugueses e espanhóis temem o risco de contaminação por via aérea e fluvial. Deputados portugueses visitaram o local, onde pediram medidas firmas e urgentes ao Governo para travar o projeto. As autoridades de Espanha não acionaram o mecanismo de avaliação ambiental partilhada.

  • Mulher enterrada viva no Brasil
    1:13

    Mundo

    Uma mulher de 37 anos terá sido enterrada viva no oeste da Bahia, no Brasil. A certidão de óbito aponta um choque séptico como a causa da morte, mas os ferimentos com que foi encontrada no interior do caixão indicam um possível erro. Os moradores de casas vizinhas do cemitério municipal onde Rosângela dos Santos foi enterrada ouviram gritos vindos do túmulo.

  • "Os Estados Unidos são uma sociedade de pistoleiros"
    3:47
  • Trump desafia Oprah a candidatar-se para ser derrotada

    Mundo

    Apesar de Oprah Winfrey ter excluído uma eventual candidatura às eleições presidenciais dos Estados Unidos da América, Donald Trump ainda não se esqueceu dos rumores e desafiou a apresentadora a candidatar-se em 2020. Através do Twitter, o Presidente norte-americano disse ainda que assim poderia ser "exposta e derrotada como todos os outros".

    SIC