sicnot

Perfil

Brexit

Brexit

Brexit

Novo ministro das Finanças nega orçamento de urgência imediato

​O novo ministro das Finanças do Reino Unido, Philip Hammond, anunciou hoje que não haverá no imediato um orçamento de urgência face à perspetiva do Brexit.

© Jerzy Dudek / Reuters

O novo ministro das Finanças do Reino Unido, Philip Hammond, anunciou hoje que não haverá no imediato um orçamento de urgência face à perspetiva do Brexit.

Questionado por um jornalista da Sky News à saída de casa sobre a possibilidade de um orçamento de urgência, Hammond respondeu: "A primeira-ministra sublinhou que haverá uma declaração de outono como é hábito - este outono - e que nós estudaremos atentamente a situação este verão".

O seu antecessor, George Osborne, defensor da permanência do Reino Unido na União Europeia (UE), tinha ameaçado em junho com um eventual orçamento de urgência, marcado por possíveis medidas de austeridade suplementares, se os britânicos decidissem sair da UE no referendo de 23 de junho.

Com a vitória do 'Brexit' (saída do Reino Unido da UE), Osborne afirmou que a decisão recairia sobre o Governo que sucedesse ao de David Cameron.

Reiterando que Theresa May é que é a primeira-ministra, Hammond, que trocou a pasta dos Negócios Estrangeiros pela das Finanças, remeteu quaisquer novidades orçamentais para a "declaração de outono", uma declaração de orçamento retificativo habitualmente apresentada no final de novembro, início de dezembro.

O novo ministro não deu qualquer indicação sobre eventuais modificações do orçamento inicial, apresentado em meados de março por George Osborne.

O ex-ministro antecipou, logo após a vitória do 'Brexit', que o próximo governo seria forçado a aumentar a política de austeridade, embora admitisse que o objetivo de regressar a um excedente orçamental até 2020 deverá ser abandonado.

Hammond acrescentou hoje que vai reunir-se "com o governador da Banco de Inglaterra hoje de manhã para avaliar a situação".

O banco central vai emitir hoje uma decisão política monetária muito esperada, a primeira desde a vitória do Brexit no referendo.

Os analistas esperam uma decisão do governador Mark Carney e dos outros membros da comissão de política monetária da instituição para flexibilizar a política monetária para reforçar a economia face aos riscos ligados ao Brexit.

Com Lusa

  • Mais de um milhão de crianças em risco de morrer à fome
    1:23

    Mundo

    Cerca de 1.4 milhões de crianças estão em risco iminente de morrer à fome. Deste modo, a UNICEF faz um apelo urgente de cerca de 230 milhões de euros para levar nos próximos meses comida, água e serviços médicos a estas crianças. As imagens desta reportagem podem impressionar os espectadores mais sensíveis.

  • Vídeo amador mostra destruição na Síria
    1:04

    Mundo

    A guerra na Síria continua a fazer vítimas mortais. Um vídeo amador divulgado esta segunda-feira mostra o estado de uma localidade a este de Damasco, depois de um ataque aéreo no fim-de-semana. No ataque, 16 pessoas morreram e há várias dezenas de feridos.

  • Partidos querem eleições a 1 de outubro
    1:35
  • Identificadas 10 mil vítimas de violência em 2016
    1:32
  • Homem que esfaqueou mulher em Esmoriz é acusado de homicídio qualificado
    1:24

    País

    O homem que no sábado esfaqueou a mulher em Esmoriz está acusado de homicídio qualificado. O arguido de 50 anos foi ouvido esta segunda-feira pelo juiz de instrução e ficou em prisão preventiva, uma medida fundamentada pelo perigo de fuga e de alarme. O homem remeteu-se ao silêncio durante o interrogatório, no Tribunal de Aveiro.

  • Homem condenado a oito anos e meio por abuso sexual da mãe
    1:10

    País

    O Tribunal de Coimbra condenou esta segunda-feira um homem de 53 anos a oito anos e meio de prisão por abuso sexual da mãe e ainda por crimes de roubo e coação. A mãe, de 70 anos, sofria de problemas nervosos e consumia bebidas alcoólicas com frequência, tendo sido vítima de abuso sexual por parte do filho enquanto dormia. Os crimes cometidos remetem para o início de 2016, depois do homem já ter cumprido outras penas de prisão em Espanha.

  • Jovem de 21 anos morre colhida por comboio na linha da Beira Baixa
    0:43

    País

    Uma jovem de 21 anos morreu esta segunda-feira ao ser atropelada pelo comboio Intercidades à saída da estação de Castelo Branco, na linha da Beira Baixa. A vítima foi colhida pelo comboio que seguia no sentido Lisboa-Covilhã ao atravessar a linha de caminho de ferro. Este é um local onde não existe passagem de nível, mas habitualmente muitas pessoas arriscam fazer a travessia da linha.

  • Banco do Metro com pénis gera polémica no México

    Mundo

    Um banco em formato de homem com o pénis exposto, numa das carruagens de Metro da Cidade do México, está a gerar polémica. A iniciativa integra uma campanha contra o assédio sexual de que as mulheres são vítima no país.