sicnot

Perfil

Brexit

Brexit

Brexit

EasyJet admite queda de reservas devido ao Brexit e crise na Turquia

© Srdjan Zivulovic / Reuters

A companhia aérea easyJet informou hoje que está a enfrentar dificuldades devido à queda nas reservas por causa do Brexit e a crise na Turquia, embora tenha aumentado em 5,8% o número de passageiros no segundo trimestre.

Em comunicado divulgado hoje, a companhia aérea de baixo custo indicou que entre abril e junho transportou 20,2 milhões de passageiros, um aumento de 5,8% em relação ao período homólogo de 2015.

A receita naquele período caiu 2,6%, para 1.196 milhões de libras (1.338 milhões de euros), e a taxa de ocupação foi de 92%, contra 91,7% no ano passado.

De acordo com a companhia aérea, as reservas no segundo trimestre caíram depois de o Reino Unido ter votado a favor da saída da União Europeia no referendo realizado a 23 de junho.

A presidente executiva da easyJet , Carolyn McCall, admitiu hoje que os problemas da companhia aérea devem-se a uma série de fatores, como as greves de controladores de tráfego aéreo franceses, o mau tempo, que obrigou a cancelar inúmeros voos, e a tragédia com o avião da companhia aérea Egyptair no Mediterrâneo.

As dificuldades mais recentes estão relacionadas com a volatilidade da libra em resultado da decisão tomada pelos britânicos em junho, o atentado na semana passada em Nice, que causou 84 mortos, e a tentativa de golpe na Turquia.

"Apesar disso, a easyJet registou mais passageiros", disse McCall, salientando que a companhia vai controlar os custos.


Lusa

  • Surto de hepatite A em Portugal
    2:45
  • A rã que brilha no escuro
    2:08
  • Indonésio encontrado dentro de cobra pitão

    Mundo

    Akbar Salubiro, de 25 anos, esteve perto de 24 horas desaparecido na remota ilha indonésia de Sulawesi. Acabou por ser encontrado um dia depois, no jardim da própria casa, dentro de uma pitão de 7 metros.

  • Relação de Portugal com Angola é "insubstituível"
    1:00

    País

    Paulo Portas considera que a relação de Portugal com Angola é insubstituível. Numa entrevista ao Jornal de Negócios, o ex vice-primeiro-ministro defende que o país deve ser profissional no relacionamento político com Luanda.

  • Abertura da lagoa de Santo André atrai surfistas e bodyboarders
    4:15
  • Tecnologia permite a tetraplégico mexer mão e braço

    Mundo

    Um homem que ficou tetraplégico num acidente voltou a mover-se com a ajuda da tecnologia e apenas usando o pensamento, num projeto de investigadores dos Estados Unidos divulgado esta terça-feira na revista especializada em medicina The Lancet.