sicnot

Perfil

Brexit / Eleições no Reino Unido

Brexit / Eleições no Reino Unido

Brexit

Theresa May quer restrições à migração da UE para o Reino Unido

A primeira-ministra britânica, Theresa May, afirmou hoje estar comprometida a obter restrições à migração da União Europeia nas suas negociações para a saída do Reino Unido do bloco europeu.

© Stefanie Loos / Reuters

"A mensagem que o povo britânico deu no seu voto para o Reino Unido sair da União Europeia é muito clara e devemos introduzir algum controlo ao movimento de pessoas provenientes da União Europeia para o Reino Unido", afirmou a c, em conferência de imprensa conjunta com o Presidente francês, François Hollande.

Theresa May deslocou-se hoje a Paris, depois de quarta-feira ter estado em Berlim, onde se reuniu com a chanceler alemã, Angela Merkel.

O chefe de Estado francês, François Hollande, afirmou que o Reino Unido vai ter de escolher entre permitir a livre circulação de europeus no Reino Unido ou comércio restringido com a União Europeia.

"É o ponto mais crucial. Os britânicos têm de escolher ficar no mercado único e aceitar a livre circulação de pessoas ou ter outro estatuto", afirmou o Presidente.

No encontro, François Hollande acordou dar tempo ao Reino Unido para preparar a separação da União Europeia, mas "quanto mais cedo, melhor".

Os britânicos "precisam de tempo" para invocar o artigo 50.º do Tratado de Lisboa e preparar as negociações que se iniciam a partir daquele momento e que devem durar no máximo dois anos.

Lusa

  • Crianças trocadas à nascença não querem mudar de pais

    Mundo

    Tem todos os ingredientes de um argumento de filme, mas aconteceu de facto na Índia. Dois bebés foram trocados à nascença na maternidade, os resultados de ADN confirmaram-no quase três anos depois, mas as crianças, atualmente com 2 anos e 10 meses, não querem mudar de família.

    SIC

  • Agressões e rascismo em escola de Portimão
    3:06

    País

    Queixas de agressões, insultos, discriminação e racismo numa escola básica de Portimão estão a ser alvo de um processo de averiguações, por parte da autarquia e da direção do agrupamento escolar. As denúncias partem de um grupo de pais e foram tornadas públicas pela organização SOS Racismo.  A principal visada é uma funcionária da cantina, mas também uma professora.

  • Os (maus) hábitos do português ao volante
    1:31