sicnot

Perfil

Brexit / Eleições no Reino Unido

Brexit / Eleições no Reino Unido

Brexit

Economia britânica cresce 0,6 % no 2º trimestre do ano

A economia britânica cresceu 0,6% no segundo trimestre deste ano, face ao trimestre anterior, indicou hoje o Gabinete Nacional de Estatísticas (ONS).

Este valor, que será revisto nos próximos meses, é melhor que o esperado pelos analistas, que antecipavam que o Produto Interno Bruto (PIB) cresceria 0,5% entre abril e junho deste ano.

O setor de serviços cresceu 0,5% e o da produção industrial registou um crescimento de 2,1 %, mas o da construção caiu 0,4% e o setor agrícola recuou 1%.

O ministro da Economia, Philip Hammond, que substituiu George Osborne a 13 de julho passado, considerou que o valor do crescimento do PIB, hoje divulgado, mostra que os fundamentais da economia britânica estão "fortes", além de destacar o importante aumento da produção industrial.

"É claro que entraremos nas negociações para sair da União Europeia numa posição em que a economia está forte", disse o governante.

Os próximos números do PIB vão ser vistos pelos analistas com atenção para conhecer o alcance do impacto da saída do Reino Unido da União Europeia na economia nacional.

O Governo espera que o PIB britânico possa crescer 2 % este ano, enquanto calcula que em 2017 deverá aumentar 2,2%, mas os analistas esperam que estes valores sejam revistos em resultado do Brexit.


Lusa

  • Caixa multibanco assaltada em Portugal a cada dois dias
    2:43

    País

    O semanário Expresso conta que a mulher que morreu vítima de um disparo de agentes da PSP foi atingida pelas costas. O caso está a ser investigado pela PJ, que procura encaixar as peças da noite que acabou com uma morte inocente mas que começou com uma perseguição a um grupo de assaltantes de um multibanco. Assaltos que são cada vez mais comuns e que preocupam o Governo. A cada dois dias, uma caixa é assaltada.

  • Metro de Lisboa vai reduzir consumo de água

    País

    O Metro de Lisboa colocou em prática um programa para reduzir o consumo de água devido à situação de seca em Portugal, respondendo assim ao apelo do Ministério do Ambiente, segundo um comunicado divulgado este sábado.