sicnot

Perfil

Brexit

Brexit

Brexit

Boris Johnson apoia nova campanha para impulsionar saída do Reino Unido da UE

O ministro dos Negócios Estrangeiros do Reino Unido, Boris Johnson, apoia a campanha hoje lançada para pressionar o Governo para acelerar o Brexit, a saída do país da União Europeia (UE).

Johnson, que defendeu o fim da pertença ao projeto europeu no referendo de 23 de junho, expressou em vídeo o seu respaldo ao grupo "Mudar o Reino Unido", encabeçado pelo deputado trabalhista Gisela Stuart e em que participam membros da campanha "vote para sair", prévia ao plebiscito.

Na sua mensagem, o chefe do Ministério dos Negócios Estrangeiros insta tanto os apoiantes e os opositores do 'Brexit' a trabalharem em conjunto "para aproveitarem a oportunidade que este país tem agora de forjar novas e excitantes relações com a UE e com o resto do mundo", de modo a que o Reino Unido volte a ganhar o "controlo sobre as leis, as fronteiras, dinheiro e comércio."

A votação para deixar a UE oferece a oportunidade de "rever as estruturas democráticas e constitucionais", pois "grande parte do Reino Unido perdeu a fé em partidos políticos e na elite Westminster", afirmou Boris Johnson.

Da mesma forma, num artigo no The Sunday Telegraph, o ex-ministro conservador John Whittingdale, que prescindiu de estar no Governo da atual primeira-ministra, Theresa May, instou também à aceleração do processo de negociações com Bruxelas.

"Devemos iniciar o processo formal. Não estou a dizer que tem que acontecer amanhã, mas gostaria de ver acontecer em breve, e com isso quero dizer semanas, não meses", acrescentou.

Políticos partidários do 'Brexit' aumentaram nos últimos dias a pressão sobre May -- que em referendo apoiou a permanência do Reino Unido na UE, ainda que com reservas -, que já disse que não pensa ativar até ao início de 2017 o artigo 50 do Tratado da União Europeia, que prevê a saída de um Estado-membro.

Lusa

  • Vários mortos em avalancha em Itália

    Mundo

    Várias pessoas morreram numa avalanche que atingiu um hotel numa estação de esqui na montanha de Gran Sasso, Itália. As equipas de socorro conseguiram resgatar duas pessoas, mas admitem ainda a existência de quase 30 mortos.

    Em desenvolvimento

  • Mortágua acusa PSD de andar a brincar com a vida das pessoas
    0:47

    Opinião

    No Esquerda/Direita da SIC Notícias, António Leitão Amaro reafirmou ontem à noite que o PSD não é contra o aumento do salário mínimo mas contra a descida da TSU. Já Mariana Mortágua acusou os sociais-democratas de andar a brincar com a vida dos portugueses.

  • Temperaturas negativas congelam rio em Bragança
    1:26

    País

    As baixas temperaturas os últimos dois dias, com as mínimas a descer até aos 10 graus negativos durante a noite e madrugada, congelaram o rio que atravessa a aldeia de Gimonde, no concelho de Bragança. O repórter da SIC João Faiões esteve esta manhã no local.

  • Pelo menos 30 mortos e 75 feridos em incêndio e derrocada de edifício em Teerão

    Mundo

    Pelo menos 30 bombeiros morreram esta quinta-feira e cerca de 75 pessoas ficaram feridas em Teerão, quando um edifício de 17 andares ruiu depois de ser consumido pelas chamas, noticiaram os meios de comunicação estatais iranianos. O edifício "Plasco" situa-se no centro da capital iraniana, a norte da zona do mercado.

    Em desenvolvimento

  • Os finalistas do Carro do Ano 2017 são...
    0:53

    Economia

    São sete os escolhidos pelos jurados do Carro do Ano, iniciativa do Expresso e da SIC Notícias. À final chegaram o Citroen C3 Pure Tech, o Hyundai IONIQ Hybrid Tech, da Kia o novo modelo Optima Sportwagon 1.7 CRDi GT Line, o Peugeot 3008 Allure 1.6 BlueHdi, o Renault Mégane Sport Tourer Energy dCI, o SEAT Ateca 1.6 TDI CR Style e ainda o Volvo V90.

  • Feriado no Carnaval e fim das pontes chumbados
    2:15

    País

    Nem o Carnaval vai passar a ser feriado, nem as pontes vão acabar. O PS rejeitou esta quarta-feira no Parlamento uma proposta do PSD para que os feriados a meio da semana sejam gozados na segunda-feira seguinte. Ao mesmo tempo, os socialistas recusaram duas propostas apoiadas pelos partidos de esquerda, para que o Carnaval passasse a ser sempre feriado.

  • As alterações na carta de condução que ajudam a poupar
    6:16