sicnot

Perfil

Brexit

União Europeia está numa "situação crítica"

União Europeia está numa "situação crítica"

Quem o diz é a chanceler alemã, Angela Merkel, à chegada a Bratislava, onde uma cimeira europeia vai debater o futuro da UE após a saída do Reino Unido.

"Estamos numa situação crítica. Temos de mostrar, através das nossas ações, que podemos fazer melhor", disse Merkel aos jornalistas, em Bratislava.

A chanceler alemã apontou especificamente as áreas da segurança, o crescimento económico, o mercado laboral e as esperanças e possibilidades para os mais jovens na Europa.

Merkel considerou importante a proteção das fronteiras da União Europeia e novas soluções para a crise dos refugiados do Médio Oriente que procuram o continente europeu como refúgio.

"Queremos alcançar progressos concretos", frisou a chanceler alemã, recordando que o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, deve defender "uma agenda" nesse sentido.

"Vamos discutir a Agenda de Bratislava e espero que venhamos a atingir um acordo mas ninguém pode esperar que se consigam solucionar todos os problemas apenas com uma cimeira", afirmou Merkel antes do início da reunião dos chefes de governo de 27 dos 28 países da União Europeia, pois o Reino Unido não vai participar.

"Bratislava deve demonstrar que queremos trabalhar juntos e que queremos solucionar os problemas da Europa", concluiu Angela Merkel.

Com Lusa

  • Curiosidades sobre o Mundial da Rússia
    3:08
  • Inocência e talento marcaram o 9.º dia de Mundial
    0:56
  • Ronaldo no País dos Sovietes: Algumas curiosidades
    1:54
  • O choro intenso de Neymar explicado pelo próprio
    0:51
  • A queda aparatosa do selecionador do Brasil
    0:05
  • Dia de limpezas em Chaves após violenta tempestade
    2:44
  • Athanasia, uma mulher sem medo das alturas
    0:35

    Mundo

    É grega, chama-se Athanasia Athineau, tem 29 anos e pertence à unidade de forças especiais da Grécia. O salto que podemos ver é de 10 mil pés, mas Athanasia faz também saltos de 30 mil. Neste caso, caíu a uma velocidade de 250 quilómetros por hora antes de abrir o pára-quedas.

  • Talheres de Hitler vendidos por 14 mil euros

    Mundo

    Um conjunto de duas facas, três colheres e três garfos de prata, que pertencia a Adolf Hitler, foi vendido em Dorset, Inglaterra, pelo valor de 12.500 libras (aproximadamente 14.200 euros). O serviço de talheres foi criado no âmbito das celebrações do 50.º aniversário do ditador nazi.

    SIC