sicnot

Perfil

Brexit / Eleições no Reino Unido

Brexit / Eleições no Reino Unido

Brexit / Eleições no Reino Unido

A chave inglesa é uma arma contra o sistema métrico e pelo Brexit

Com um escadote e uma chave inglesa, Tony Bennett e Derek Norman, fervorosos defensores do Brexit, prosseguem uma outra batalha: alterar todos os painéis que utilizam o sistema métrico, uma outra forma de separar o Reino Unido da União Europeia.

Numa pequena aldeia do sul de Inglaterra, Thaxted, a repórter da agência France Press encontrou Tony Bennett a colar com todos os cuidados um painel de plástico com indicações em jardas sobre um sinal de trânsito onde estavam escritos metros.

"Eram tão lindos os painéis", garantiu Norman evocando as antigas sinalizações em jardas. "É uma vergonha terem-nos mudado", queixou-se este homem de 82 anos, habitante de Huntingdon e presidente da organização "Resistência ativa contra a metrificação" (ARM, na sigla em inglês), que luta pelo regresso ao sistema de medição imperial - jardas, pés, polegadas e milhas, no que respeita ao comprimento.

O sistema imperial "faz parte da nossa cultura e da nossa herança" e por isso deve ser defendido, explicou Norman.

Foi na década de 1960 que o Reino Unido começou a introduzir o sistema métrico para uma harmonização com o resto da União Europeia. Mas teve de recuar, dada a oposição de parte da opinião pública.

Embora hoje em dia a maioria dos organismos públicos utilize o sistema métrico e decimal, há sinais de trânsito em milhas (1 milha = 1,6 km) e jardas (0,91 metros). E a cerveja ou a cidra, por exemplo, são vendidas em pint (0,56 litros). Mas ainda há painéis de sinalização em metros, os alvos de Norman e de Bennett.

"Quando alterámos o primeiro sinal, tive tanto medo que nos prendessem que o meu coração batia aceleradamente", recordou Bennett, agora com 69 anos. "Mas pronto, quando já o fizemos tantas vezes, o medo desaparece".

Derek Norman e a mulher Kay em Sussex

Derek Norman e a mulher Kay em Sussex

ARM

A cruzada, afirmaram os dois com orgulho, desempenhou um papel fundamental no apoio ao Brexit durante a campanha que precedeu o referendo de 23 de junho.

"Deu ao nosso movimento a esperança de que poderíamos vencer as forças que querem homogeneizar-nos", ou seja, as diretivas da UE.

A organização ARM conta com uma centena de elementos, entre os quais a mulher de Norman, Kay, encarregue da vigilância durante as ações. O marido já foi detido sete vezes e uma das detenções acabou em condenação.

Kay tem a alcunha "half pint" e Bennet é "hundredweight" - "medidas excêntricas que resumem bem o espírito dos nossos sistemas de pesos e medidas. É completamente delirante, mas nós adoramos".

  • Relatório pedido pelo Governo PSD-CDS já apontava falhas no SIRESP
    2:26
  • FC Porto acusa Benfica de recorrer a serviços de "bruxaria"
    2:34

    Desporto

    Francisco J. Marques acusou o Benfica de recorrer a "bruxaria". O diretor de comunicação do FC Porto revelou uma troca de e-mails entre Luís Filipe Vieira e Armando Nhaga, suposto comissário nacional da polícia da Guiné-Bissau com a celebração de um contrato de prestação de serviços.

  • Francisco J. Marques promete continuar a revelar e-mails
    2:11

    Desporto

    Francisco J. Marques diz que a Polícia Judiciária sabe como o Futebol Clube do Porto teve acesso aos e-mails e desafia o Benfica a revelar os originais. O diretor de comunicação do clube portista revelou ainda que irá continuar a divulgar e-mails, já que isso não é incompatível com o segredo de Justiça.

  • Confirmada prisão dos portugueses que gravaram nome no portão de Auschwitz

    Mundo

    Dois adolescentes católicos portugueses foram condenados a um ano de prisão com pena suspensa, por terem gravado os nomes na porta da entrada principal de Auschwitz-Birkenau. O tribunal de primeira instância de Oswiecim já tinha condenado os jovens e o tribunal de Cracóvia confirmou esta quarta-feira a pena aplicada.

  • Temer pode cair menos de um ano depois da queda de Dilma
    3:06
  • Imagens do resgate de crianças feridas num bombardeamento na Síria
    2:00

    Mundo

    Os Estados Unidos acusam o regime sírio de estar a preparar um novo ataque químico e avisam Bashar al-Assad que vai pagar caro se o concretizar. No terreno, os ataques aéreos continuam a fazer vítimas civis. Da periferia de Damasco chegam imagens dramáticas do resgate de duas crianças feridas num bombardeamento.

  • Quem é a mulher que diz ser filha de Salvador Dalí

    Cultura

    Maria Pilar Abel Martínez nasceu em 1956 e será o alegado fruto de um caso entre a sua mãe e Salvador Dalí. Um tribunal de Madrid ordenou a exumação do cadáver do pintor e a obtenção de amostras, de modo a determinar se a mulher espanhola é mesmo filha de Dalí.

  • Mulher atira moedas para o motor do avião por superstição

    Mundo

    As superstições levam as pessoas a fazer coisas bizarras e até, mesmo, perigosas. Este foi o caso de uma mulher chinesa que decidiu atirar moedas para o motor de um avião, para garantir boa sorte na viagem, que estava prestes a fazer. Contudo, a ação obrigou ao atraso do voo que partia de Xangai, numa companhia aérea chinesa.

  • Modelo italiana atacada com ácido volta ao trabalho

    Mundo

    Gessica Notaro, antiga concorrente do concurso Miss Itália, já regressou ao trabalho como treinadora de leões marinhos, cinco meses depois de ter sido atacada com ácido, alegadamento pelo ex-namorado, Jorge Edson Tavares. Gessica Notaro diz que quer inspirar e encorajar outras mulheres a lutar contra o assédio e o bullying nas relações.