sicnot

Perfil

Brexit

Brexit

Brexit

Lorde Buckethead, o candidato com um balde na cabeça que defrontou Theresa May

Toby Melville

As eleições de quinta-feira no Reino Unido não ficaram apenas marcadas pela vitória sem maioria absoluta de Theresa May, mas também pelos candidatos menos formais, no círculo eleitoral da primeira-ministra britânica. Um deles foi o Lorde Buckethead, que anteriormente já tinha entrado na corrida com Margaret Thatcher e que agora conseguiu um recorde: 249 votos.

"Lorde espacial intergaláctico, candidato independente ao Parlamento de Maidenhead. Aprecio a conquista do mundo e a dominação de espécies inferiores".

Foi assim que o candidato se apresentou no Twitter, onde documentou não só a noite dos resultados, mas também os seus interesses e aquilo que faria se vencesse.

O autoproclamado "lorde espacial intergaláctico" concorreu contra Theresa May no círculo eleitoral de Maidenhead. Apesar de não ter vencido, segundo a BBC, o lorde conseguiu obter 249 votos, um "novo recorde de Buckethead".

Esta não é a primeira vez que alguém chamado Lorde Buckethead é candidato às legislativas, no Reino Unido. O mesmo aconteceu em 1987 com Margaret Thatcher e em 1992 com John Major.

Não se sabe ao certo se das três vezes foram a mesma pessoa, visto que o candidato apareceu sempre com um balde na cabeça.

Durante a campanha, Lorde Buckethead prometeu ser um "opositor eficaz" a Theresa May, colocar Maidenhead no mapa e investir numa série de coisas "em que os humanos votariam".

O candidato prometeu ainda nacionalizar a cantora Adele e trazer de volta o Ceefax, o primeiro serviço de teletexto que existiu no Reino Unido. E claro, prometeu a abolição de todos os lordes, excepto do Lord Buckethead.

O facto é que Lorde Bucketed, apesar dos 249 votos, não ganhou, mas teve a oportunidade de estar lado a lado com os outros candidatos do círculo eleitoral de Maidenhead, incluindo Theresa May.

A primeira-ministra britânica foi anunciada como vencedora, na mesma noite em que teve de dividir o palco não só com o Lorde Buckethead, mas também com um homem vestido de Elmo (três votos) e Howling "Laud" Hope, do Partido Monster Raving Loony, que conseguiu 119 votos.

Toby Melville

  • Presidente do Tondela diz que clube foi humilhado
    1:26

    Desporto

    O presidente do Tondela participou esta segunda-feira na conferência de imprensa após o jogo da 23.ª jornada da I Liga com o Sporting. Gilberto Coimbra criticou o árbitro do encontro João Capela, e diz que o tempo de compensação dado a mais foi por uma falta que não foi assinalada sobre um jogador do Tondela, Bruno Monteiro.

  • Último golo do Sporting ao Tondela "é legal e limpinho" 
    0:41

    Desporto

    Jorge Jesus entende que a vitória desta segunda-feira do Sporting frente ao Tondela não merece contestação e destaca o facto de o árbitro ter avisado os jogadores que iria prolongar o tempo extra. Para o treinador dos leões, o golo no minuto 99' é legal. 

  • Deputados pedem medidas urgentes para travar exploração de urânio junto à fronteira
    3:06

    País

    Um projeto de exploração de urânio no município de Retortilho em Salamanca, a cerca de 40 quilómetros da fronteira portuguesa, está a causar preocupação nos dois países. Portugueses e espanhóis temem o risco de contaminação por via aérea e fluvial. Deputados portugueses visitaram o local, onde pediram medidas firmas e urgentes ao Governo para travar o projeto. As autoridades de Espanha não acionaram o mecanismo de avaliação ambiental partilhada.

  • Mulher enterrada viva no Brasil
    1:13

    Mundo

    Uma mulher de 37 anos terá sido enterrada viva no oeste da Bahia, no Brasil. A certidão de óbito aponta um choque séptico como a causa da morte, mas os ferimentos com que foi encontrada no interior do caixão indicam um possível erro. Os moradores de casas vizinhas do cemitério municipal onde Rosângela dos Santos foi enterrada ouviram gritos vindos do túmulo.

  • "Os Estados Unidos são uma sociedade de pistoleiros"
    3:47
  • Trump desafia Oprah a candidatar-se para ser derrotada

    Mundo

    Apesar de Oprah Winfrey ter excluído uma eventual candidatura às eleições presidenciais dos Estados Unidos da América, Donald Trump ainda não se esqueceu dos rumores e desafiou a apresentadora a candidatar-se em 2020. Através do Twitter, o Presidente norte-americano disse ainda que assim poderia ser "exposta e derrotada como todos os outros".

    SIC