sicnot

Perfil

Brexit / Eleições no Reino Unido

Brexit / Eleições no Reino Unido

Brexit

Relocalização de agências europeias com sede em Londres vai ser decidida no outono

A decisão sobre a relocalização das duas agências europeias com sede em Londres só deverá ser tomada no outono, disse esta quinta-feira fonte da presidência maltesa do Conselho da União Europeia (UE).

O processo de decisão, que estará na agenda do Conselho de Assuntos Gerais, na terça-feira, no Luxemburgo, passa para já pela definição de critérios para a escolha da futura localização das agências que deixarão a capital britânica na sequência do 'Brexit' (saída do Reino Unido da UE).

Segundo a mesma fonte, os líderes da UE deverão aprovar, na cimeira de 22 e 23, em Bruxelas, os critérios de base para a decisão, devendo esta ter lugar em outubro.

Há já várias cidades candidatas a receber a Agência Europeia de Medicamentos (EMA), incluindo Lisboa e Barcelona.

Também a Autoridade Bancária Europeia (EBA) irá sair de Londres, no âmbito do Brexit.

Lusa

  • Manuel Delgado demitiu-se devido a "grave violação da privacidade"

    País

    O ex-secretário de Estado da Saúde diz que apresentou a demissão para "não perturbar nem criar qualquer tipo de embaraço ao normal funcionamento do Governo". Num comunicado, Manuel Delgado esclarece que foi remunerado pelo trabalho de consultor na Raríssimas "muito antes" da entrada no Governo e acrescenta que respeitou na íntegra todo o quadro legal e ético.

  • O que vai mudar nos recibos verdes
    2:55

    Economia

    Os trabalhadores independentes vão descontar menos para a Segurança Social já no próximo ano. A taxa vai descer dos 29,6% por cento para os 21,4%. A descida será compensada por um aumento das contribuições pagas pelos patrões. Há também alterações em caso de desemprego e o subsídio de doença passa a ser pago ao fim de 10 dias em vez de 31.

  • Tripulantes da TAP acusam companhia de desrespeitar compromissos
    3:16

    Economia

    O Sindicato que representa os tripulantes da TAP acusa a empresa de estar a violar a lei. A companhia aérea portuguesa denunciou unilateralmente o acordo de empresa com os tripulantes e apresentou novas condições, que o sindicato considera indignas. Diz que os tripulantes fizeram esforços pela companhia no verão e que agora estão a ser desrespeitados.

  • Uma "Árvore da Esperança" pelas vítimas dos fogos
    2:01
  • Bebé nasce com coração fora do peito e sobrevive
    2:06
  • Zapatou volta a eleger os melhores vídeos da internet
    6:28