sicnot

Perfil

Benfica tricampeão

Benfica tricampeão

Benfica Tricampeão

Bruno de Carvalho diz que "tempo de impunidade está a acabar"

O presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, deixou hoje críticas à arbitragem do jogo em que o Benfica se sagrou tricampeão nacional de futebol e disse que a lógica de poder dos bastidores está a ser desmascarada.

HUGO DELGADO/LUSA

"Espero que aproveitem bem estes dias pois a próxima época está quase a começar. Reforço o orgulho tremendo que tenho nos nossos adeptos, que foram gigantes esta época e que aguentaram tudo, até terem de perceber que existem jogadores que têm a cabeça no lugar das mãos", escreveu Bruno de Carvalho no seu perfil pessoal no Facebook.

No domingo, na 34ª e última jornada da I Liga, o Benfica assegurou o seu 35º título depois de vencer em casa o Nacional, por 4-1, num jogo em que a equipa visitante se queixou de uma grande penalidade não assinalada a seu favor, por mão na bola do brasileiro Talisca.

"Agora é tempo de deixar os cães de fila falar. No momento certo farei o balanço deste campeonato. Mas vou já adiantando que parece que muitos mais são aqueles que vão percebendo o que se passou. Dou alguns exemplos recentes: Sérgio Conceição [treinador do Vitória de Guimarães], Manuel Machado [treinador do Nacional]", disse Bruno de Carvalho.

O presidente do Sporting, que terminou o campeonato em segundo, a dois pontos do Benfica, acrescentou que no domingo foram muitos os presidentes de clubes que lhe ligaram a manifestar a sua preocupação.

"Escrevam a letras grandes: ninguém vai tirar o Sporting Clube de Portugal do caminho traçado! E já agora escrevam também: queiram ou não queiram o futebol vai mudar. Foi FIFA, UEFA, II Liga e está já aqui à porta! Toda a lógica mesquinha do poder dos bastidores está a ser desmascarada e sei (agora eu) de fonte segura que o tempo da impunidade está a acabar", sublinhou.

COm Lusa

  • Bruno de Carvalho acalma adeptos em Alvalade e ataca no Facebook
    1:40

    Benfica Tricampeão

    Em Alvalade, esta madrugada houve alguns momentos de tensão entre os adeptos sportinguistas e a polícia. Os confrontos terão ocorrido depois da saída do presidente do Sporting do estádio, depois de Bruno de Carvalho e a equipa terem sido recebidos por milhares de adeptos. Já esta manhã, Bruno de Carvalho escreveu no Facebook que é hora de deixar os cães de fila falar.

  • Negócios do Fogo
    22:00
  • Direção da Raríssimas na Madeira demitiu-se em setembro
    1:58

    País

    Três representantes da Raríssimas na ilha da Madeira demitiram-se, em setembro, de costas voltas para a direção. A delegação da instituição na ilha começou em 2015 e fechou com as três demissões. Em entrevista à SIC, uma das antigas delegadas afirmou que todos os fundos angariados foram para a sede, em Lisboa, ficando depois sem dinheiro para pagas as despesas.

  • Deputado do PSD recusa vice-presidência da Raríssimas
    1:58

    País

    Nas reações políticas ao caso da Raríssimas, o PSD e CDS dizem que é preciso acionar todos os mecanismos legais apropriados para averiguar a situação. O deputado social-democrata, Ricardo Baptista Leite, que tinha sido convidado recentemente para vice-presidente da instituição, diz que já não há condições para tomar posse.

  • Presidente da Câmara de Nova Iorque confirma "atentado terrorista falhado"
    0:29
  • Turistas aproveitam nevão na Serra da Estrela
    1:23
  • Fortes nevões no norte da Europa
    0:59
  • Dezenas de feridos em protestos contra decisão de Trump em Israel
    1:55
  • A brincadeira de um youtuber que podia ter acabado mal

    Mundo

    Um jovem youtuber inglês enfiou a cabeça num saco de plástico, prendeu-a na parte interna de um microondas e encheu depois o eletrodoméstico com cimento. A brincadeira, que podia ter acabado de forma trágica, deixou o jovem completamente preso e obrigou à intervenção dos serviços de emergência.

    SIC

  • "Popeye" russo pode ter que amputar braços

    Mundo

    Um jovem russo injetou um óleo no corpo para conseguir ter músculos, mais propriamente nos seus braços, que já cresceram cerca de 25 centímetros. Contudo, segundo um médico, o procedimento pode levar à necessidade de amputação, deixando o jovem sem os membros.