sicnot

Perfil

É Carnaval

É Carnaval

É Carnaval

Cortejo de Carnaval atraiu milhares de pessoas ao Funchal

Milhares de pessoas, turistas e locais, concentraram-se este sábado na baixa da cidade do Funchal para ver passar o cortejo alegórico de carnaval da Madeira, um dos cartazes turísticos da região autónoma.

O ex-presidente do Governo Regional, Alberto João Jardim, integrou, como percussionista, a trupe "A Turma do Funil", retomando uma prática interrompida em 2013.

O ex-presidente do Governo Regional, Alberto João Jardim, integrou, como percussionista, a trupe "A Turma do Funil", retomando uma prática interrompida em 2013.

HOMEM DE GOUVEIA / Lusa

Nove trupes, envolvendo cerca de 1.200 pessoas, encheram a marginal do Funchal de luz e do colorido dos trajes e das decorações dos diversos carros alegóricos.

"Nunca se sabe, nunca se sabe, gosto de tudo o que é musica e animação, eu sou uma pessoa positiva e acho que, nestes momentos da vida, temos que ser positivos", disse o presidente do Governo Regional, Miguel Albuquerque, quando questionado sobre se ponderava, um dia, participar no desfile.

Miguel Albuquerque chamou a atenção para "a noite fantástica" e para a ocupação hoteleira "muito boa", acima dos 70%.

O ex-presidente do Governo Regional, Alberto João Jardim, integrou, como percussionista, a trupe "A Turma do Funil", retomando uma prática interrompida em 2013.

"Eu sou sempre do povo e estou com o povo e para o povo", disse para justificar o regresso.

Confrontado com a recandidatura de Pedro Passos Coelho à liderança do PSD, respondeu: "Não sei quem é, está-me a falar de gente que eu não conheço".

Dedicado ao tema 'Madeira, Carnaval de Sonho', a edição deste ano contou com um investimento do executivo de 293 mil euros e envolve 3.500 pessoas na organização.

João Nunes Atanázio, "Noite Mágica"; Associação Fura Samba, "Neste universo de mistério, cai do céu e a poesia, um livro aberto, cheio de fascinação"; Associação de Animação Geringonça, "O despertar da quimera"; Escola de Samba Caneca Furada, "Sonho de uma noite" e Os Cariocas - Associação Cultural e Recreativa, Escola de Samba, "Um sonho sem fronteiras" são as trupes que participaram no cortejo alegórico.

Desfilaram ainda os projetos de João Egídio Andrade Rodrigues, "O Sonho do Sol e da Lua"; de João dos Santos Encarnação Mendes, "Sonho de uma noite de verão"; Associação ANIMAD, "Popup Gaudí - Sonho de Artista" e de João Élvio de Sousa Nunes de Oliveira, "Madeira destino de sonho".

Na terça-feira é a vez do cortejo trapalhão sair à rua sujeito à livre criação de cada um.

Lusa

  • Bomba encontrada na Nazaré pode ter sido largada durante 2.ª Guerra Mundial
    2:26

    País

    A bomba que esta segunda-feira veio nas redes de um arrastão na Nazaré já foi detonada. O engenho explosivo foi identificado como uma bomba de avião por especialistas da Marinha, que eliminaram também o perigo equivalente a 600 quilogramas de TNT. A bomba sem qualquer inscrição tinha um desgaste evidente e, segundo a Marinha, pode ter sido largada de um avião durante a 2.ª Guerra Mundial.

  • Derrocada de muro em Lisboa obriga à retirada de 40 pessoas de 5 prédios
    2:14

    País

    Os moradores de três prédios de Lisboa não podem regressar tão cedo a casa. Durante a madrugada, a derrocada de um muro obrigou à retirada de 40 pessoas de cinco edifícios. Um dos inquilinos sofreu ferimentos ligeiros. Entretanto, a maioria dos residentes já foi realojada em casas de familiares e num hotel.

  • "Geringonça" elogiada na Europa e EUA
    4:22

    País

    Num momento em que por cá se fala de claustrofobia democrática, a Europa e os Estados Unidos desdobram-se em elogios ao sucesso da maioria de Esquerda em Portugal. A palavra "geringonça" já tem até tradução em várias línguas.

  • ONU estima que mais 750 mil civis estejam em risco na cidade de Mossul
    1:39

    Mundo

    As Nações Unidas estimam que mais 750 mil civis estejam em risco na zona ocidental de Mossul, no Iraque. Mais de 10 mil pessoas fugiram da zona ocidental da cidade nos últimos quatro dias. Enquanto a população tenta escapar ao fogo cruzado, as forças iraquianas avançam sobre a cidade ainda controlada pelo Daesh.