sicnot

Perfil

Caso CGD

Centeno garante que investimento na Caixa será recuperado rapidamente

Centeno garante que investimento na Caixa será recuperado rapidamente

Qualquer que seja o valor da recapitalização da Caixa Geral de Depósitos, o ministro das Finanças garantiu que, entre os principais objetivos da nova administração, está a devolução do investimento feito pelo Estado na Caixa num curto período de tempo.

  • Centeno não detalha valores da capitalização da Caixa Geral de Depósitos
    1:07

    Caso CGD

    A conferência de imprensa desta tarde sobre o futuro da Caixa Geral de Depósitos foi pouco esclarecedora. O ministro das Finanças espera que a nova administração esteja em pleno funcionamento no final do mês de Julho.Mas sobre os quase cinco mil milhões de euros que poderão ser precisos para recapitalizar o banco público, foram escassas as novidades. O valor pode ser mais baixo segundo Mário Centeno. Mas na realidade também pode ser mais alto. Está tudo dependente do curso que tomarem as negociações com Bruxelas.

  • Mário Centeno descarta integração do Novo Banco na CGD

    Caso CGD

    O ministro das Finanas, Mário Centeno, negou que o Governo esteja a negociar com Bruxelas uma eventual integração do Novo Banco na Caixa Geral de Depsitos (CGD), cujo plano de reestruturação e de reforço de capital está a ser discutido com a Comissão Europeia(CE).

  • Incêndio de Setúbal "quase dominado"
    4:04

    País

    O incêndio que deflagrou segunda-feira em Setúbal está "quase dominado", segundo informações da presidente da Câmara. Maria das Dores Meira diz que não há feridos a registar e que os habitantes já vão regressando a casa. Para ajudar no combate ao fogo foram enviados meios de Lisboa.

  • "Lancei um tema que os portugueses há muito queriam discutir"
    11:26
  • Danos Colaterais 
    18:55
    Reportagem Especial

    Reportagem Especial

    Jornal da Noite

    Nos últimos oito anos a banca perdeu 12 mil profissionais. A dimensão de despedimentos no setor é a segunda maior da economia portuguesa, só ultrapassada pela construção civil. A etapa mais complexa da história começou em 2008, com a nacionalização do BPN. Desde então, as saídas têm sido a regra. A reportagem especial desta terça-feira, "Danos Colaterais", dá voz aos despedidos da banca.