sicnot

Perfil

Caso CGD

Caso CGD

Caso CGD

Ferro quer comissão de inquérito à CGD instalada ainda nesta sessão legislativa

O presidente da Assembleia da República afirmou hoje querer que a comissão de inquérito sobre a Caixa Geral de Depósitos (CGD) seja instalada ainda esta sessão legislativa, mas exigiu que funcione sem dúvidas de legalidade ou constitucionalidade.

(Arquivo/Lusa)

(Arquivo/Lusa)

MIGUEL A. LOPES

Ferro Rodrigues falava após a conferência de líderes parlamentares, que discutiu a sua decisão de enviar para esclarecimento com "a máxima urgência" do Conselho Consultivo da Procuradoria Geral da República (PGR) a proposta do PSD e CDS para a constituição de uma comissão de inquérito parlamentar sobre a CGD.

O presidente da Assembleia da República rejeitou qualquer tipo de acusações de que poderá estar a bloquear o inquérito parlamentar proposto pelo PSD e CDS-PP e disse que aguarda uma resposta do Conselho Consultivo da PGR, em princípio, dentro de 15 dias: "Quero que este inquérito seja feito, quero que haja uma comissão de inquérito instalada até ao final da sessão legislativa - e isso irá acontecer", declarou.

Justificando a sua atuação neste processo, Ferro Rodrigues salientou que o presidente da Assembleia da República "tem de fazer respeitar a lei e não se limita a carimbar os inquéritos potestativos vindos de quarenta e tal deputados".

"O presidente da Assembleia da República tem de ter a certeza absoluta de que os termos em que esses inquéritos parlamentares são formulados, quer em termos de objeto, quer em matéria de fundamentos, são legais e constitucionais. Como tive dúvidas desde o princípio, pedi uma informação à auditora jurídica da Assembleia da República, que é procuradora adjunta da PGR e que aumentou ainda mais o grau de dúvidas sobre a legalidade e constitucionalidade, sugerindo um parecer ao Conselho Consultivo da PGR - e foi isso que fiz. Estou convencido que em 15 dias haverá uma resposta", declarou.

Ferro Rodrigues recusou que a sua ação possa ser interpretada como uma manobra dilatória para impedir a constituição de uma comissão parlamentar de inquérito sobre a CGD.

"Pelo contrário, trata-se de ter a certeza que essa comissão não nasce morta. Se esta comissão arrancasse e depois fosse posta em causa em termos de legalidade, sobretudo pelas instâncias do Ministério Público, seria uma comissão que nasceria morta - e eu quero ter a certeza que esta comissão funciona como total legalidade", acentuou.

Ou seja, segundo Ferro Rodrigues, importa garantir que o inquérito "se vai fazer em condições de legalidade".

"Ao pedir com a máxima urgência este parecer, estou convicto desta sessão legislativa será instalada a comissão de inquérito", acrescentou.

Lusa

  • PSD e CDS dizem que é a democracia que está em causa
    1:37

    Caso CGD

    O PSD e o CDS dizem que o que está em causa é a democracia e o regular funcionamento das intituições democráticas, no que respeita à comissão de inquérito à Caixa Geral de Depósitos. A direita não poupou críticas a Ferro Rodrigues que enviou para o Conselho Consultivo da Procuradoria Geral da República um pedido de esclarecimento sobre a legalidade da comissão.

  • Governo solicita auditoria à CGD
    1:59

    Caso CGD

    O Governo incumbiu hoje a nova administração da Caixa Geral de Depósitos (CGD) de fazer uma "auditoria independente" aos atos de gestão do banco "praticados a partir de 2000". O anúncio foi feito em comunicado que se seguiu à reunião do Conselho de Ministros.PSD e CDS-PP declararam também que estavam dispostos a alterar já o objeto da sua proposta de inquérito à CGD, perante as dúvidas jurídicas colocadas. O presidente da Assembleia da República, Ferro Rodrigues afirmou querer que a comissão seja instalada ainda esta sessão legislativa, mas exigiu que funcione sem dúvidas de legalidade ou constitucionalidade.

  • PSD e CDS desistem de análise à recapitalização da CGD
    3:11

    Caso CGD

    O PSD e o CDS vão alterar o âmbito da comissão parlamentar de inquérito à Caixa Geral de Depósitos. Os dois partidos vão desistir da análise à recapitalização do banco público. O recuo surge após o presidente da Assembleia da República ter pedido um parecer ao Conselho Consultivo do Ministério Público, de modo a saber se era possível que uma comissão de inquérito avaliasse processos ainda em fase de decisão.

  • SIC faz-se à estrada para ouvir eleitores
    2:13
  • Furacão Maria ameaça Ilhas Virgens e Porto Rico

    Mundo

    O furacão Maria "potencialmente catastrófico" está a ameaçar as Ilhas Virgens e o Porto Rico, depois de esta terça-feira ter semeado a destruição na Dominica e provocado um morto e dois desaparecidos na ilha francesa de Guadalupe.

  • Pistolas Nerf podem causar graves lesões nos olhos

    Mundo

    As balas das pistolas Nerf, quando atingem os olhos, podem causar graves lesões. O aviso é de um grupo de médicos de Londres, que recomenda a utilização de óculos protetores e o aumento da idade mínima para a utilização dos brinquedos.

    SIC

  • Investigadores descobrem como transformar gordura "má" em gordura "boa"

    Mundo

    Uma equipa de investigadores da Universidade de Washington, Estados Unidos, descobriu como converter a gordura corporal "má" em gordura "boa", permitindo queimar mais calorias e atrasar o aumento de peso, num estudo conduzido em ratos. Estes resultados abrem caminho para a possibilidade de desenvolver tratamentos mais eficazes para a obesidade e para a diabetes associada ao aumento de peso em pessoas, segundo os autores.

  • Escola na Croácia usa imagem de Melania Trump para chamar alunos

    Mundo

    "Imagine até onde pode ir com um pouco de inglês", foi com estas palavras que uma escola de inglês da Croácia decidiu promover as suas aulas, juntando ainda a fotografia de Melania Trump ao placard do anúncio. Agora, a primeira-dama norte-americana ameaça levar o Instituo Americki a tribunal. Entretanto, o placard já foi retirado do local.

    SIC