sicnot

Perfil

Caso CGD

Caso CGD

Caso CGD

Ferro diz que saúde financeira da CGD é "crítica" para famílias e empresas

O Presidente da Assembleia da República assinalou hoje que a saúde financeira da Caixa Geral de Depósitos (CGD) é "crítica" para famílias e empresas, e desejou os "maiores sucessos" aos deputados da comissão de inquérito ao banco.

"A CGD, pela sua dimensão, pelo seu caráter público e nacional, é uma entidade absolutamente estratégica, sendo crítica para as famílias e as empresas portuguesas a sua saúda financeira", vincou Ferro Rodrigues, que falava na tomada de posse da comissão parlamentar de inquérito à Caixa, que hoje ficou formalizada.

Na intervenção que marcou o arranque da comissão parlamentar de inquérito, o Presidente da Assembleia da República sublinhou o "papel indeclinável" do instrumento dos inquéritos parlamentares "no acompanhamento da ação governativa e na avaliação política dos atos da administração pública".

"As comissões parlamentares de inquérito são um desses instrumentos de fiscalização, um instrumento com poderes acrescidos, que já foi usado com sucesso em relação ao sistema financeiro, por exemplo, no caso do BPN", prosseguiu Ferro Rodrigues.

Depois, usou da palavra o presidente da comissão de inquérito, o deputado do PSD José Matos Correia, que prometeu dar o seu melhor para que os trabalhos "corram o melhor possível".

"Todos estamos conscientes da importância dos trabalhos de uma comissão de inquérito", realçou o parlamentar.

Matos Correia terá como vice-presidentes na comissão de inquérito os deputados Paulo Trigo Pereira (PS) e Miguel Tiago (PCP).

A comissão de inquérito, imposta potestativamente por PSD e CDS-PP, tomou hoje posse pelas na Assembleia da República e vai debruçar-se sobre a gestão do banco público desde o ano 2000 e abordará o processo de recapitalização da Caixa Geral de Depósitos, atualmente em negociação com Bruxelas.

Lusa

  • Administração da CGD bate com porta cansada com indefinição
    1:41

    Caso CGD

    A administração da Caixa Geral de Depósitos apresentou hoje a demissão. Numa carta enviada à tutela, os administradores dizem que estão cansados da indefinição no banco público. O mandato terminou no ano passado, mas a equipa de José de Matos aceitou ficar até à tomada de posse do novo presidente, o que ainda não aconteceu.

  • Marcelo admite que sucessão na CGD demorou demasiado tempo
    1:38

    Caso CGD

    O Presidente da República acredita que a nomeação da nova administração da Caixa Geral de Depósito deve ficar concluído nos próximos 10 a 12 dias. Ainda assim, Marcelo Rebelo de Sousa admite que este processo demorou demasiado tempo e só não há vazio de poder graças à administração que ainda garante a gestão do banco público.

  • Administrador recebia 420 mil € por ano quando aldeamento passava dificuldades
    4:39
  • Estudante português desaparecido no mar Báltico

    País

    Um jovem português de 21 anos desapareceu na segunda-feira, dia 13 de novembro, enquanto fazia uma viagem de cruzeiro entre a cidade finlandesa de Helsínquia e a capital da Suécia, Estocolmo. As autoridades locais fizeram buscas na madrugada em que Diogo Penalva caiu ao mar Báltico, por volta das duas da manhã.

  • "Estamos vivos"
    11:41
  • Notas e moedas têm os dias contados?
    6:27
  • Político oferece 1,3 milhões por decapitação de atriz

    Mundo

    Deepika Padukone é uma das personagens principais do filme que retrata a relação entre uma rainha hindu e um governante muçulmano. O filme enfureceu um político do Governo indiano, que ofereceu 1,3 milhões de euros como recompensa a quem decapitasse a atriz. A polícia já destacou agentes para proteger a atriz, bem como a sua família.

  • Paris inaugura primeiro restaurante naturista

    Mundo

    Para entrar, é preciso retirar a roupa e apenas as mulheres podem permanecer calçadas. O primeiro restaurante naturista de Paris abriu em novembro para responder a uma necessidade em França, principal destino do mundo para os praticantes de nudismo.

  • Peru faz aparição especial na Casa Branca
    1:10

    Mundo

    Os norte-americanos estão a preparar-se para o tradicional Dia de Ação de Graças, assinalado na próxima quinta-feira. O tradicional peru fez esta terça-feira uma aparição especial na sala de conferências de imprensa, na Casa Branca, em Washington. O peru é o prato tradicional no Dia de Ação de Graças, uma data de louvor a Deus, que remonta ao século XVII e que é celebrada na quarta quinta-feira de novembro, sobretudo nos Estados Unidos da América e no Canadá.

  • Sara Sampaio brilha em Xangai
    1:50