sicnot

Perfil

Caso CGD

Caso CGD

Caso CGD

Vitor Gaspar e Maria Luís Albuquerque chamados à comissão de inquérito da CGD

PS quer ouvir na comissão de inquérito à Caixa Geral de Depósitos (CGD) os antigos ministros das Finanças Vítor Gaspar e Maria Luís Albuquerque, e os socialistas solicitaram também documentos à Caixa, Governo e Banco de Portugal (BdP).

Presidente do Departamento de Assuntos Orçamentais do FMI, Vítor Gaspar (Reuters/Arquivo)

Os socialistas endereçaram hoje um requerimento ao presidente da comissão parlamentar de inquérito, o social-democrata José Matos Correia, pedindo já algumas audições e vários documentos, texto a que a agência Lusa teve acesso.

Na parte das audições, os socialistas chamam nesta fase sete personalidades: o governador do BdP, Carlos Costa, o ainda presidente da CGD, José de Matos, e os antigos ministros do PSD Vítor Gaspar e Maria Luís Albuquerque.

Também convocados pelos socialistas são três figuras ligadas à CGD: Eduardo Manuel Hintze da Paz Ferreira, presidente da comissão de auditoria do banco, Fernando Faria de Oliveira, ex-presidente do conselho de administração da Caixa, e Álvaro José Barrigas do Nascimento, também ex-presidente da administração do banco público.

O PS sublinha que poderá vir a editar o requerimento hoje apresentado e incluir novos nomes.

Entre os documentos pedidos pelo partido estão, por exemplo, o plano de capitalização da Caixa Geral de Depósitos em 2012 e um parecer do BdP sobre esse mesmo plano.

Os socialistas, coordenados na comissão pelo deputado João Paulo Correia, querem também conhecer o "regulamento de concessão de crédito de elevado montante e políticas de gestão dos riscos de crédito" do banco desde 2000.

A comissão de inquérito à Caixa, potestativa e pedida por deputados de PSD e CDS-PP, reúne na sexta-feira no parlamento.

Com Lusa

  • Assalto à base militar de Tancos
    0:42

    País

    Cerca de uma centena de granadas e várias munições foram roubadas dos paióis da base militar de Tancos. A Polícia Judiciária Militar já está a investigar.

  • Detido antigo diretor regional do BES na Madeira

    Queda do BES

    Foi detido o antigo diretor do Banco Espírito Santo da Madeira, no âmbito do chamado processo ao Universo GES. João Alexandre Silva tinha sido também o representante do BES na Venezuela, onde a instituição portuguesa abriu várias agências em diversas cidades e tinha cerca de 7600 clientes domiciliados.

    Notícia SIC

  • Couves, arroz integral e bróculos biológicos com pesticidas sintéticos
    2:29
  • ASAE apreende leite com água oxigenada para fabrico de queijo

    Economia

    A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) apreendeu leite com água oxigenada, destinado ao fabrico de queijo. As investigações decorreram nos últimos dois meses e foram dirigidas a vários produtores de leite. As investigações iniciaram-se com a deteção de uma viatura para transporte do leite sem qualquer sistema de refrigeração.

  • Só 40% das multas por falta de limpeza dos terrenos foram cobradas em 2016
    1:43

    País

    Este ano, a Guarda Nacional Republicana já autuou mais de 660 proprietários de terrenos, que não cumpriram as regras de prevenção e proteção das florestas contra incêndios, sobretudo as de limpeza. Em 2016, das mais de duas mil multas passadas pela GNR, só 40% foram cobradas. Relativamente a este ano, apenas um terço das multas foram pagas.

  • Porto Design Factory: um lava-louças com tecnologia ultrassom e muitas outras coisas
    1:45
  • Jovens participam na maior competição nacional de aplicações
    2:10

    País

    O presente e o futuro passam cada vez mais pelas novas tecnologias, sobretudo as aplicações. Alunos de cerca de 100 escolas estão a participar na terceira edição da Apps For Good, a maior competição nacional de aplicações desenvolvidas por jovens, que decorre em Matosinhos.

  • O iPhone faz 10 anos
    2:01
  • Comissão Europeia adota plano contra resistência a antibióticos

    Mundo

    A Comissão Europeia adotou, hoje, um plano para combater a resistência aos antibióticos, uma ameaça que mata anualmente 25 mil pessoas na União Europeia (UE) e custa 1,5 mil milhões de euros. Em paralelo ao plano, apresenta ainda regras para um "uso prudente de antibióticos".