sicnot

Perfil

Caso CGD

Caso CGD

Caso CGD

Novos administradores executivos da CGD já têm os pelouros definidos

Os membros da comissão executiva da Caixa Geral de Depósitos (CGD), que tomaram posse na quarta-feira, já têm os pelouros definidos, com o presidente executivo, António Domingues, a ficar responsável, entre outros, pela direção de auditoria interna.

O novo líder da CGD vai também ficar responsável pelas seguintes unidades organizativas: secretaria-geral, direção de apoio à governação corporativa, direção de assuntos jurídicos, gabinete de estudos e gabinete de suporte à função de compliance.

Domingues vai ainda ter a seu cargo quatro entidades domésticas do grupo, nomeadamente, o Caixa Banco de Investimento, o Caixa Capital, o Caixa Desenvolvimento e o Caixa Seguros e Saúde, segundo a informação hoje disponibilizada no site da CGD.

Já Emídio Pinheiro fica com as direções de particulares e negócios do Centro, Lisboa, Norte e Sul, tendo ainda a seu cargo várias entidades internacionais: Banco Caixa Geral Angola, Banco Comercial do Atlântico (Cabo Verde), Banco Comercial e de Investimentos (Moçambique), Banco Interatlântico (Cabo Verde), Banco Internacional de São Tomé e Príncipe, Banco Nacional Ultramarino (Macau), Parbanca, Partang, sucursal CGD em Macau, sucursal CGD em Timor e sucursal CGD em Zhuhai (China).

Por seu turno, Henrique Cabral Menezes tem a seu cargo a direção de contabilidade, consolidação e informação financeira, direção de mercados financeiros, direção de planeamento, orçamento e controlo, direção internacional de negócio e gabinete de 'investor relations' (relações com os investidores).

Acumula estes pelouros com três entidades domésticas (Caixa Gestão de Ativos, Caixa Participações e Parcaixa) e com uma série de entidades internacionais: Banco Caixa Geral (Brasil), Banco Caixa Geral (Espanha), CGD Investimentos CVC (Brasil), Mercantile Bank Holding (África do Sul), bem como com seis sucursais no estrangeiro (Madrid, França, Londres, Luxemburgo, Ilhas Caimão e Nova Iorque).

João Tudela Martins fica responsável pela direção de gestão de risco.

Paulo Rodrigues da Silva conta com o centro de operações, o gabinete de coordenação SEPA e as seguintes direções: comunicação e marca, marketing, organização e qualidade, e sistemas de informação. Acumula estas responsabilidades com a liderança de outras entidades domésticas (Caixanet, CaixaTec, Esegur e Sogrupo).

Pedro Leitão fica com as seguintes direções: acompanhamento de particulares, acompanhamento de empresas, banca institucional, empresas Norte e Sul, grandes empresas e negócio imobiliário. E vai também ter a seu cargo a Caixa Imobiliário, a Caixa Leasing e Factoring, a Imocaixa, a Locarent e a Wolfpart.

Finalmente, Tiago Ravara Marques vai ser o responsável pelas direções de apoio à Caixa Geral de Aposentações (CGA), de gestão e desenvolvimento de pessoas, bem como pelo gabinete de património histórico. Terá ainda a seu cargo a Sogrupo Compras e Serviços Partilhados e a Sogrupo IV Gestão de Imóveis.

Lusa

  • CGD chumba nos testes de stress do BCE
    1:38

    Caso CGD

    A Caixa Geral de Depósitos chumbou nos testes de stress do Banco Central Europeu, que medem a capacidade de um banco em resistir às dificuldades. A nova administração entrou na quarta-feira em funções para reestruturar o banco e tratar da recapitalização, a injeção de dinheiro do Estado. O plano de restruturação terá de avançar para fechar 300 balcões e chegar a acordo com 3 mil trabalhadores.

  • Oliveira Costa "era incompetente para todos os lugares em que eu o vi"
    3:12
    Quadratura do Círculo

    Quadratura do Círculo

    QUINTA-FEIRA 23:00

    O caso BPN esteve em destaque no programa Quadratura do Circulo desta quinta-feira. Pacheco Pereira relembrou que os maiores prejuízos são posteriores à nacionalização e responsabiliza José Sócrates. O Jorge Coelho disse que se fez justiça e que é uma prova que o Estado de direito português está a funcionar. Lobo Xavier garantiu também que Oliveira Costa era incompetente por natureza.

  • "O Brasil não parou e não vai parar"
    1:33

    Mundo

    O Presidente do Brasil diz ter condições para continuar à frente do Palácio do Planalto. Num vídeo publicado no Twitter, Michel Temer garante que o país não parou, nem vai parar, mas há uma nova gravação que pode comprometer o futuro do chefe de Estado.

  • Trump empurra líder do Montenegro para ficar à frente na fotografia

    Mundo

    A reunião de líderes dos Estados-membros da NATO, que decorreu esta quinta-feira em Bruxelas, na Bélgica, ficou marcada por um momento insólito em que o Presidente norte-americano não quis abdicar de ficar no melhor plano possível nas fotografias de grupo. Nem que para isso tenha sido necessário empurar o líder de outro país.

  • O humor de John Kerry nas críticas a Trump
    0:40

    Mundo

    John Kerry criticou as ligações de Donald Trump com a Rússia durante um discurso de abertura, na Universidade de Harvard. O ex-secretário de Estado norte-americano disse, em tom de brincadeira, que se os jovens querem vingar na política, devem primeiro aprender a falar russo.

  • O papel da religião no quotidiano
    24:57
  • Marcelo na peregrinação de Nossa Senhora de Fátima no Luxemburgo

    Mundo

    O Presidente da República participou esta quinta-feira, a título privado, na peregrinação em honra de Nossa Senhora de Fátima, na cidade luxemburguesa de Wiltz. Milhares de portugueses receberam Marcelo Rebelo de Sousa, que assistiu à missa e, durante alguns minutos, participou na procissão.