sicnot

Perfil

Caso CGD

Caso CGD

Caso CGD

Teixeira dos Santos garante que Sócrates nunca o pressionou para mudar gestão da CGD

© Hugo Correia / Reuters

O antigo ministro das Finanças Fernando Teixeira dos Santos assegurou esta quinta-feira no parlamento que nunca foi pressionado pelo então primeiro-ministro, José Sócrates, para mudar a equipa de gestão da CGD, assumindo a escolha de Santos Ferreira e Armando Vara.

"O primeiro-ministro nunca me pressionou no sentido de fazer qualquer mudança, nem de nomear fosse quem fosse para a Caixa Geral de Depósitos (CGD). Foi iniciativa minha", afirmou o ex-governante na comissão parlamentar de inquérito sobre a gestão do banco público.

Teixeira dos Santos justificou a alteração dos membros do Conselho de Administração da CGD com a "situação de alguma instabilidade em torno da liderança e da direção" que subsistia já há alguns meses antes de ter assumido funções no Governo Sócrates, e que era refletida nas "notícias e ruídos que desestabilizam as equipas".

Lusa

  • Cinco mortos provocados pelo tufão Hato em Macau
    1:13
  • Prestação da casa aumenta pela primeira vez desde 2014
    1:17

    Economia

    Pela primeira vez em três anos, as taxas de juro do crédito à habitação, estão a subir. A subida é de apenas 1 euro, mas é a primeira desde 2014, depois de em maio deste ano ter estabilizado e em junho ter descido. A justificação para este aumento é a evolução das taxas euribor.

  • Porto Editora acusada de discriminação
    2:55
  • "Burlão do amor" acusado de tirar 450 mil euros a amante
    2:21

    País

    Um homem com cerca de 50 anos é acusado de tirar 450 mil euros a uma mulher com quem começou por ter uma relação profissional. Ele pedia, ela emprestava. Anos depois, ela ficou insolvente, com dívidas à banca de 214 mil euros e sem emprego. O homem é arguido, nega a relação amorosa entre ambos, mas admite ter recebido dinheiro dela. Garante, no entanto, que tenciona pagar o que deve.