sicnot

Perfil

Caso CGD

Caso CGD

Caso CGD

PSD acusa Centeno de ter mentido sobre processo de António Domingues

© Rafael Marchante / Reuters

O líder parlamentar do PSD acusou esta quarta-feira o ministro das Finanças, Mário Centeno, de ter mentido sobre o processo de demissão do anterior presidente da Caixa Geral de Depósitos (CGD), António Domingues.

Luís Montenegro trouxe ao debate quinzenal com o primeiro-ministro no parlamento uma troca de correspondência entre o anterior presidente da CGD e o ministro das Finanças divulgada esta quarta-feira pelo jornal online ECO, segundo a qual António Domingues teria acordado com Mário Centeno a dispensa de apresentar a sua declaração de rendimentos ao Tribunal Constitucional.

Luís Montenegro recordou que, em anterior debate quinzenal, António Costa tinha respondido ao líder do PSD, Pedro Passos Coelho, não ter explicação para a demissão de António Domingues e até a considerar estranha.

"Não estranha que o seu ministro das Finanças lhe tenha ocultado o teor da correspondência com anterior presidente da Caixa ou afinal o senhor primeiro-ministro sabia", questionou o líder parlamentar do PSD, desafiando António Costa a explicar qual é a situação da Caixa.
Na resposta, o primeiro-ministro pegou na última parte da pergunta e não se referiu à situação do ministro das Finanças.

"Olhe, o que se passa hoje na CGD é que está dotada dos recursos necessários para ter a capitalização de que necessita para não ser privatizada como o seu governo desejava", respondeu António Costa.

"O que se passa é que a Caixa não será nem um novo BES nem um novo Banif porque já não é tutelada por V. Exas mas por um Governo que não esconde os problemas financeiros do setor bancário", acrescentou.

Lusa

  • Um pedido de desculpas aos portugueses e um ultimato ao Governo
    3:21
  • Vouzela tenta regressar à normalidade, 8 pessoas morreram no concelho
    2:28

    País

    No concelho de Vouzela, a população começa a voltar à normalidade. Aos poucos a luz e a água estão a voltar e as pessoas começam a ganhar forças para reconstruir aquilo que lhes foi tirado pelos fogos. No entanto, as feridas demoram a sarar e não será fácil esquecer que 80 a 90 por cento deste concelho foi destruído pelos incêndios e oito pessoas morreram.

  • Material de guerra de Tancos encontrado, faltam munições
    1:40
  • "Se os bombeiros não chegam, os vizinhos vão ficar sem casa"
    1:03
  • Madrid admite suspender autonomia da Catalunha
    1:51
  • Alemanha já tem uma versão de Donald Trump... em cera
    1:08