sicnot

Perfil

Caso CGD

Caso CGD

Caso CGD

CDS quer saber se houve troca de SMS entre Finanças e António Domingues

O CDS-PP entregou hoje um requerimento na comissão de inquérito à Caixa Geral de Depósitos pedindo que o ministério das Finanças e o gestor António Domingues esclareçam se houve troca de SMS ou outras comunicações sobre o banco público.

Os centristas, coordenados por João Almeida na comissão parlamentar, querem saber se "houve comunicação, por SMS [mensagem de telemóvel] ou por outra via, entre o Ministério das Finanças e o dr. António Domingues" após o convite feito ao então quadro do BPI, no final de março.

Em causa, diz o CDS-PP, estão as "condições colocadas para a aceitação dos convites para a nova administração da CGD [aixa Geral de Depósitos] ", nomeadamente a questão do eventual compromisso para dispensar os ex-gestores de entregarem a declaração de rendimentos e património ao Tribunal Constitucional.

Ao final da manhã, o primeiro-ministro, António Costa, reafirmou a sua confiança no ministro das Finanças, acusado de mentir no inquérito parlamentar à Caixa Geral de Depósitos, e lamentou que PSD e o CDS-PP se dediquem "às tricas".

O CDS-PP também já reiterou hoje que o Ministério das Finanças "procurou ocultar" comunicações com António Domingues, insistindo que mentir numa comissão de inquérito pode constituir crime e desafiou o ministro e o primeiro-ministro a retirarem consequências.

O ministro das Finanças repudiou na quinta-feira, em comunicado, as acusações do CDS-PP relativas à omissão de informações sobre a CGD e acusou o partido de truncar factos para produzir uma "vil tentativa de assassinato" do seu caráter.

Lusa

  • DIRETO: Portuguesa entre os 14 mortos dos atentados na Catalunha

    Ataque em Barcelona

    Uma das 13 vítimas mortais do atentado de ontem em Barcelona é portuguesa e há uma outra portuguesa desaparecida. Entretanto, uma pessoa morreu e cinco suspeitos foram abatidos num segundo ataque esta madrugada em Cambrils. As buscas centram-se num nome: Moussa Oukabir. Siga aqui as últimas informações, ao minuto.

    Em atualização

  • O momento em que os suspeitos foram abatidos em Cambrils
    2:35
  • Driss Oukabir: suspeito do atentado ou vítima de roubo de identidade?
    2:40

    Ataque em Barcelona

    Um dos dois suspeitos, do ataque nas Ramblas, detidos pela polícia foi inicialmente identificado como Driss Oukabir, um homem de 28 anos. Mais tarde, um homem com o mesmo nome apresentou-se numa esquadra em Girona, a mais de 100 quilómetros do local do atropelamento afirmando que lhe tinha sido roubada a identificação. De acordo com alguma imprensa espanhola, poderá ter sido o irmão, Moussa Oukabir, um jovem de 18 anos que vive em Barcelona, como explicou também Nuno Rogeiro, comentador da SIC.

  • "O abandono provoca incêndios desta dimensão"
    0:55

    País

    O antigo vereador da Câmara de Mação José Silva acredita que a desertificação do interior também é, em parte, responsável pelos incêndios. Segundo José Silva, Mação tem cada vez menos habitantes e é por essa razão que os terrenos são deixados ao abandono.

  • Mação perdeu 80% da área florestal
    3:39
  • Ágata candidata-se à Câmara de Castanheira de Pera
    3:42