sicnot

Perfil

Caso CGD

Caso CGD

Caso CGD

Cristas vai trabalhar para que "toda a verdade seja conhecida" no caso da CGD

Jo\303\243o Relvas

A presidente do CDS-PP comprometeu-se esta sexta-feira em trabalhar para que "toda a verdade seja conhecida" sobre a troca de comunicações entre o gestor António Domingues e o ministro das Finanças, recusando que seja "uma trica".

"Para o CDS, um membro do Governo vir ao parlamento, a uma comissão de inquérito, e mentir, não é uma trica, é algo muito sério, é grave", afirmou Assunção Cristas, em referência às declarações do primeiro-ministro, António Costa, que acusou PSD e CDS de se dedicarem às "tricas".

A líder centrista disse que o partido continuará "a trabalhar para que toda a verdade seja conhecida, venha ao de cima", e, nesse sentido, requereu que "seja fornecida mais informação sobre comunicações, quaisquer que elas sejam, nomeadamente, através de SMS (mensagens de telemóvel), entre os protagonistas desta história".

Assunção Cristas falava aos jornalistas após participar numa conferência no Conselho Nacional de Juventude, em Lisboa.

"Exigimos que seja reposta a verdade, que ela seja do conhecimento de todos os portugueses. Creio que, neste momento, os portugueses já perceberam bem do que se está a tratar", declarou.

"O Governo, se está preocupado com os reais problemas do país, deveria ter dito a verdade no parlamento, e deveria, neste momento, caso não o tivesse feito, aproveitar esta oportunidade para a repor", sublinhou.

A presidente centrista defendeu que "é isso que se espera de um Governo consequente, de um Governo sério, que respeita os portugueses e que, sobretudo, tem uma relação saudável com a verdade".

"Lamentavelmente, está à vista de todos, não é o caso deste Governo", declarou.

Para a líder do CDS-PP, é já em si relevante que, ao mesmo requerimento dos centristas pedindo troca de comunicações, o Ministério das Finanças tenha respondido que não havia informação a reportar e António Domingues tenha respondido pelo "envio de muita correspondência".

O CDS-PP entregou hoje um requerimento na comissão de inquérito à Caixa Geral de Depósitos pedindo que o ministério das Finanças e o gestor António Domingues esclareçam se houve troca de SMS ou outras comunicações sobre o banco público.

Os centristas, coordenados por João Almeida na comissão parlamentar, querem saber se "houve comunicação, por SMS ou por outra via, entre o Ministério das Finanças e o dr. António Domingues" após o convite feito ao então quadro do BPI, no final de março.

Em causa, diz o CDS-PP, estão as "condições colocadas para a aceitação dos convites para a nova administração da CGD", nomeadamente a questão do eventual compromisso para dispensar os ex-gestores de entregarem a declaração de rendimentos e património ao Tribunal Constitucional.

Ao final da manhã, o primeiro-ministro, António Costa, reafirmou a sua confiança no ministro das Finanças, acusado de mentir no inquérito parlamentar à Caixa Geral de Depósitos, e lamentou que PSD e o CDS-PP se dediquem "às tricas".

Lusa

  • Lobo Xavier: caso Centeno/Domingues "vai acabar mal"
    2:05

    Caso CGD

    António Lobo Xavier volta a afirmar que houve troca de informações entre o ministro das Finanças e António Domingues na questão da entrega de declarações. Na Quadratura do Círculo, o comentador disse ainda que o assunto da CGD dura há demasiado tempo e já podia estar resolvido caso o Governo tivesse tomado outra atitude.

  • CDS quer que Costa assuma responsabilidade na questão da CGD
    1:50

    Caso CGD

    Adolfo Mesquita Nunes diz que o CDS está incrédulo com o comunicado enviado pelo Ministério das Finanças e pede a António Costa que assuma a responsabilidade política na questão da Caixa. Já João Ferreira, do PCP, fala de um folhetim que se arrasta devido a uma estratégia delineada do PSD e CDS que tem como único objetivo abrir caminho à privatização do banco público.

  • Vieira da Silva defende Mário Centeno
    0:29

    Caso CGD

    Vieira da Silva não encontra razões para a saída de Mário Centeno do Governo. O ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social acusa a oposição de tentar desviar as atenções do que é realmente importante no caso da CGD.

  • Sérgio Conceição no radar do FC Porto

    Desporto

    O treinador português e os seus representantes têm marcada para esta sexta-feira uma reunião decisiva com o FC Porto. Sérgio Conceição poderá ser o sucessor de Nuno Espírito Santo no comando técnico dos dragões.

  • Morreu José Manuel Castello-Lopes

    Cultura

    O empresário de cinema morreu esta quinta-feira aos 86 anos. A notícia da morte foi avançada hoje pela Academia Portuguesa de Cinema na sua página de Facebook.

  • Grupo armado mata 28 cristãos no Egito
    1:03
  • PSD quer criar taxa sobre a Uber e Cabify
    1:21

    Economia

    O PSD quer criar uma taxa sobre a Uber e Cabify para regulamentar as plataformas de transporte. A proposta deu entrada esta sexta-feira, no Parlamento, e procura ser uma alternativa ao projeto lei do Governo para o setor.

  • Médico português a caminho de Mossul
    3:01

    País

    Um médico português vai partir para o Iraque, no final do mês, para integrar uma equipa dos Médicos Sem Fronteiras. Gustavo Carona vai para Mossul, uma cidade bastião dos jihadistas, que tem sido palco de uma violenta guerra entre o Daesh e as forças iraquianas.

  • Filho de Eduardo dos Santos gasta 500 mil euros em relógio

    Mundo

    Desta vez não é Isabel dos Santos que dá que falar, mas sim um outro filho do Presidente de Angola. Danilo dos Santos arrematou um relógio por 500 mil euros, num leilão em Cannes. O momento foi partilhado através de um vídeo no Instagram, no qual aparece o ator Will Smith a comentar que o jovem "parece demasiado novo para ter 500 mil euros".

  • O "chega p'ra lá" de Trump
    2:35
  • A promessa e a peregrinação do Presidente no Luxemburgo
    2:28

    País

    O Presidente da República promete voltar ao Luxemburgo até ao final do ano, se houver mais 10 mil portugueses recenseados até julho. Marcelo Rebelo de Sousa participou esta quinta-feira na peregrinação em honra de Nossa Senhora de Fátima, que todos os anos recebe milhares de emigrantes portugueses.

    Enviados SIC