sicnot

Perfil

Caso CGD

Passos acusa Governo de tratar a CGD como se fosse um banco privado

Passos acusa Governo de tratar a CGD como se fosse um banco privado

Passos Coelho diz que a polémica em torno da Caixa Geral de Depósitos resulta de um "pecado original" cometido pelo Governo ao fazer uma lei que trata o banco público como se fosse privado. Em Bragança, o líder do PSD apontou o caso como um exemplo do regresso à má política.

  • Jerónimo fala na possibilidade de privatização da CGD
    1:05

    Caso CGD

    Jerónimo de Sousa acusa a direita parlamentar de estar a criar um folhetim em torno da correspondência entre Mário Centeno e António Domingues com o intuito de privatizar a Caixa Geral de Depósitos. O secretário-geral do PCP diz que "quanto mais encanzinarem o processo de recapitalização maior a probabilidade da privatização acontecer".

  • "Acho que as pessoas olham para isto como uma garotice"
    1:13

    Opinião

    Francisco Louçã esteve esta sexta-feira na Edição da Noite da SIC Notícias. Questionado sobre as informações reveladas esta semana em torno do caso da Caixa Geral de Depósitos, Louçã diz apenas que o assunto não interessa a muita gente e que o que tem sido revelado não é propriamente uma novidade. Termina dizendo que as pessoas olham para este caso "como uma noveleta, uma garotice".

  • "É mais um notável tiro no pé de Passos Coelho"
    4:04

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Miguel Sousa Tavares analisou esta segunda-feira, no Jornal da Noite, a polémica em torno de Pedro Passos Coelho, depois do presidente do PSD ter pedido desculpas por ter "usado informação não confirmada", ao falar na existência de suicídios, depois desmentidos, como consequência da falta de apoio psicológico na tragédia de Pedrógão Grande. Sousa Tavares considera que Passos Coelho deu "mais um tiro no pé" e defende que o líder da oposição "está notoriamente desgastado" e "caminha para uma tragédia eleitoral autárquica".

    Miguel Sousa Tavares

  • Este texto é sobre o bom senso. O bom senso que faltou a Passos Coelho quando, esta manhã, depois de uma visita pelas áreas ardidas de Pedrógão Grande, decidiu falar em suicídios. Passos não se referiu a tentativas, mas sim a atos consumados. Deu certezas. Disse que tinha conhecimento de “pessoas que puseram termo à vida” porque “que não receberam o apoio psicológico que deviam.”

    Bernardo Ferrão

  • Simplex+2017 promete simplificar burocracia
    1:08

    País

    Já está online o novo Simplex+2017, que vai simplificar a vida dos cidadãos, empresas e administração pública. Pagar impostos com cartão de crédito e ter o cartão de cidadão ou a carta de condução no telemóvel são alguns exemplos do que está previsto.

  • Homem fala ao telefone com o filho que pensava estar morto

    Mundo

    Um norte-americano que tinha estado presente no funeral do filho recebeu, 11 dias depois, uma chamada telefónica de um homem que o pôs em contacto... com o filho que havia enterrado semana e meia antes. Tudo por causa de um erro do gabinete de medicina legal.