sicnot

Perfil

Caso CGD

CDS considera que situação do ministro das Finanças está "fragilizada"

CDS considera que situação do ministro das Finanças está "fragilizada"

O CDS diz que ao ser invocado o interesse nacional para manter o ministro das Finanças, mostra-se que já não há outras razões que mereçam ser invocadas. O centrista João Almeida considera que a explicação de Mário Centeno foi "penosa" e que a situação do ministro está "fragilizada".

  • "Erro de perceção mútuo" entre Centeno e Domingues
    1:58

    Caso CGD

    No arranque de mais uma semana com o ministro das Finanças debaixo de fogo por causa da CGD, António Costa reafirma total confiança em Mário Centeno. O ministro das Finanças reafirmou esta segunda-feira que nunca mentiu e que nunca houve acordo para isentar os administradores da Caixa Geral de Depósitos, de apresentarem as declarações de rendimentos e património ao Tribunal Constitucional.

  • Ministro das Finanças debaixo de fogo
    1:10

    Caso CGD

    Horas antes das explicações do ministro das Finanças, o secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares saiu em defesa de Mário Centeno, numa entrevista ao jornal online Eco. Ao mesmo tempo, o PSD pedia a presença de António Domingues, de novo no Parlamento, para esclarecer se houve ou não um acordo que o dispensasse da entrega de declarações. Os sociais-democratas não acreditam nas palavras do ministro das Finanças.

  • A análise à declaração de Centeno
    8:19

    Caso CGD

    O ministro das Finanças reafirma que sempre falou verdade. Mário Centeno reiterou esta segunda-feira, em conferência de imprensa, que nunca proferiu falsas declarações, porque nunca houve acordo para isentar os administradores da Caixa Geral de Depósitos de apresentar as declarações de rendimentos e património ao Tribunal Constitucional. O tema esteve em análise na Edição da Tarde, por Bernardo Ferrão e João Vieira Pereira.

  • Enfermeiros especialistas em saúde materna retomam protesto 

    País

    Os enfermeiros especialistas em saúde materna e obstetrícia voltam quinta-feira de manhã a interromper as funções especializadas, o que pode afetar blocos de parto e maternidades. Queixam-se de "falta de resposta política adequada" e "ausência de acordos sérios".

  • Cristas vaiada em bairro de Chelas
    1:44

    Autárquicas 2017

    Assunção Cristas promete mudanças na Gebalis, a empresa municipal que gere os bairros sociais em Lisboa. Esta manhã, a candidata do CDS à câmara visitou um bairro de Chelas, onde foi vaiada por alguns populares.

  • Prestação da casa aumenta pela primeira vez desde 2014
    1:17

    Economia

    Pela primeira vez em três anos, as taxas de juro do crédito à habitação, estão a subir. A subida é de apenas 1 euro, mas é a primeira desde 2014, depois de em maio deste ano ter estabilizado e em junho ter descido. A justificação para este aumento é a evolução das taxas euribor.

  • "Em vez de ajudarem, estavam a tirar fotos dela a morrer"
    1:13