sicnot

Perfil

Caso CGD

Direita acusa Centeno de ter perdido toda a credibilidade

Direita acusa Centeno de ter perdido toda a credibilidade

A direita acusa Mário Centeno de ter perdido toda a credibilidade e autoridade. PSD e CDS trouxeram à discussão o polémico acordo entre o ministro e António Domingues sobre a entrega das declarações de património. O ministro das Finanças não respondeu às críticas.

  • "Utilizam o ataque à Caixa para atacar o Governo"
    1:10

    Caso CGD

    PCP e Bloco dizem que nenhuma comissão de inquérito pode atropelar a lei e devassar as comunicações de qualquer cidadão. Acusam a direita de estar a criar um caso político com a Caixa Geral de Depósitos apenas para atacar o Governo.

  • "Esta inibição é própria de regimes totalitários"
    1:07

    Caso CGD

    PSD e CDS desafiam PS, PCP e Bloco para até às 18h00, altura da reunião da comissão parlamentar de inquérito à Caixa Geral de Depósitos, os partidos respondam sobre a decisão de chumbar o acesso às comunicações entre Mário Centeno e António Domingues. A direita considera que é um boicote democrático e que provoca um ambiente insuportável no país.

  • "Maioria no Parlamento" bloqueia acesso à verdade
    1:54

    Caso CGD

    Todos os partidos se pronunciaram sobre estes novos desenvolvimentos do caso Centeno. O Bloco de Esquerda assinalou a "tragicamente irónica" situação de Centeno enquanto Jerónimo de Sousa confessa que não põe as mãos no fogo por ninguém. PSD e CDS sublinham as explicações penosas do ministro e acusam as esquerdas de bloquearem o apuramento da verdade.

  • "O que eu tinha a dizer, está escrito"
    0:56

    Caso CGD

    O Presidente da República diz que tudo o que tinha a dizer sobre a troca de SMS com o ministro das Finanças está escrito na nota da presidência. Marcelo Rebelo de Sousa diz que o Presidente nem sempre agrada a todos os partidos, mas tem de definir a sua posição.

  • Seca contribui para a redução de nutrientes no mar e está a afetar a pesca
    2:11
  • Francisco George toma posse como presidente da Cruz Vermelha Portuguesa

    País

    O ex-diretor-geral da Saúde, Francisco George toma hoje posse como presidente da Cruz Vermelha Portuguesa. Em entrevista à Lusa, manifestou a intenção de criar uma unidade para abastecimento de água potável e redução dos problemas de saneamento em catástrofes como os incêndios deste verão. Além disso, em nome da transparência, vai tornar públicas as contas do organização, incluindo os donativos.

  • Comprar um carro em segunda mão sem ser enganado 
    8:44