sicnot

Perfil

Caso CGD

Caso CGD

Caso CGD

Estado já elegeu vogais não executivos da CGD 

(Reuters)

© Jose Manuel Ribeiro / Reuters

O Estado, na qualidade de acionista detentor da totalidade do capital social da Caixa Geral de Depósitos, elegeu na semana passada os quatro membros não executivos do Conselho de Administração, informou hoje a Comissão de Mercados e Valores Mobiliários.

De acordo com a CMVM, Ana Maria Machado Fernandes, Maria dos Anjos Nunes Capote, João Amaral Tomaz e José Maria Monteiro de Azevedo Rodrigues foram os nomes escolhidos.


Em comunicado, o Ministério das Finanças, liderado por Mário Centeno, acrescenta que os quatro novos administradores não executivos da CGD já iniciaram funções.


A informação prestada pela Caixa Geral de Depósitos à CMVM informa que a eleição decorreu em 17 de março.
A CGD irá também realizar uma emissão de obrigações subordinadas de categoria Additional Tier 1 (dívida perpétua), num montante de 500 milhões de euros, estando por isso a promover um conjunto de apresentações ('roadshow') junto de investidores institucionais, em Lisboa, Londres e Paris.


A emissão surge depois da Comissão Europeia ter decidido em 10 de março deste ano que a estratégia de recapitalização da CGD é realizada em condições de mercado, o que significa que não constitui um novo auxílio de Estado, diz o documento do ministério.


O comunicado do Governo lembra que para a concretização da segunda fase do plano de recapitalização, o Estado Português, na qualidade de acionista único, determinou o aumento do capital social da CGD, no montante de 2,5 mil milhões de euros.


"Com a conclusão do processo, Portugal fica com o Banco público, o maior banco do sistema financeiro português, em condições mais sólidas, contribuindo assim para o fortalecimento do sistema financeiro do País e para a dinamização da economia", lê-se no comunicado.

Lusa

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.