sicnot

Perfil

Caso CGD

Caso CGD

Caso CGD

Ministério Público suspeita de omissão deliberada na CGD

O Ministério Público suspeita que a Caixa Geral de Depósitos escondeu créditos em incumprimento, para que não entrassem nas contas negativas do banco. Em causa estão créditos que deixaram de ser pagos entre 2007 e 2016.

No acórdão do Tribunal da Relação está escrito que o Ministério Público suspeita de crime de gestão danosa no banco público. Supostamente haveria créditos que estavam por pagar, mas que eram registados como estando a ser cobrados, e por isso não contavam como imparidades, ou seja, não eram reconhecidos como empréstimos de risco. Em causa estão créditos que deixaram de ser pagos entre 2007 e 2016.

Segundo o mesmo documento a que a SIC teve aceso, os juízes do Tribunal da Relação entenderam que faltam documentos essenciais para compreender todo o processo. Por esse motivo o Banco de Portugal vai ter de entregar ao Ministério Público os documentos que foram pedidos, isto depois do regulador ter-se recusado a fazê-lo, alegando sigílo bancário.

  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.

  • 700 milhões para armamento e equipamento militar
    1:16

    País

    Portugal vai investir nos próximos anos 700 milhões de euros em armas e equipamento militar. Segundo a imprensa de hoje, o objetivo é colocar algumas áreas das Forças Armadas a um nível similar ao dos outros aliados da NATO. É o maior volume de programas de aquisição dos últimos anos e parte das verbas vão beneficiar a indústria portuguesa que fabrica aviões, navios-patrulha, rádios e sistemas de comando e controlo.

  • Princesa Diana morreu há 20 anos. Filhos falam pela 1ª vez da intimidade
    1:15