sicnot

Perfil

Cimeira do Clima

Cimeira do Clima

Cimeira do Clima

Costa diz que "chave para combater alterações climáticas" passa pela reabilitação e transporte urbanos

O primeiro-ministro, António Costa, disse esta segunda-feira, em Paris, que a "reabilitação urbana e transporte urbano" são "a chave para melhores cidades e melhores condições para combater alterações climáticas".

"Portugal quer estar na vanguarda da alteração do paradigma energético, é hoje um país que tem uma intensidade de energias renováveis muito superior àquilo que é a média da União Europeia", referiu o primeiro-ministro.

"Portugal quer estar na vanguarda da alteração do paradigma energético, é hoje um país que tem uma intensidade de energias renováveis muito superior àquilo que é a média da União Europeia", referiu o primeiro-ministro.

ETIENNE LAURENT / Lusa

"A eficiência energética por via da reabilitação urbana e de uma outra mobilidade urbana são a chave para salvarmos o planeta nestas alterações climáticas. Esta conferência da COP21 é fundamental para o mundo, mas está nas mãos das presidentes de Câmara e dos Presidentes de Câmara salvar o nosso planeta das alterações climáticas e é fundamental ao nível da Europa e dos Estados fazer uma grande aliança com as cidades para que seja possível salvar o planeta e travar este processo das alterações climáticas", declarou António Costa, ao final da tarde.

António Costa esteve, de manhã, na sessão de abertura da Conferência da ONU sobre o Clima, a COP 21, onde não discursou por não estar inscrito - algo que classificou como "incidente burocrático" e disse que "mais importante que o que se diz é o que se faz".

"Portugal quer estar na vanguarda da alteração do paradigma energético, é hoje um país que tem uma intensidade de energias renováveis muito superior àquilo que é a média da União Europeia", continuou António Costa, sublinhando que o novo ministro do Ambiente vai "manter Portugal nessa boa linha: reabilitação urbana, transporte urbano" e afirmando não ter "a menor das dúvidas que o doutor Moreira da Silva fez um excelente trabalho na preparação da COP".

O primeiro-ministro falou aos jornalistas no Hôtel de Ville de Paris, onde foi recebido pela Presidente da Câmara de Paris, Anne Hidalgo, a quem transmitiu as condolências pelos atentados de 13 de novembro.

"Aproveitei a esta vinda à COP21 para transmitir à presidente da Câmara de Paris as minhas condolências às parisienses e parisienses por este ato bárbaro a que todos podemos assistir que atingiu não só Paris como toda a Europa, todo o mundo livre e portugueses também que faleceram neste atentado", declarou.

Por sua vez, Anne Hidalgo disse aos jornalistas que a eleição de António Costa foi "uma das melhores notícias" que recebeu "nas últimas semanas", salientando estar "com ele de todo o coração e com o povo português", agradecendo ainda o apoio "nos primeiros minutos" após os atentados de 13 de novembro.

Depois, António Costa foi prestar homenagem às vítimas dos ataques, junto à sala de concertos Bataclan, onde deixou um ramo de flores, na companhia de Hermano Sanches Ruivo, vereador dos assuntos europeus em Paris.

Lusa

  • Segurança aperta em Paris na Cimeira do Clima
    1:36

    Mundo

    A recuperar dos atentados de 13 de Novembro, Paris transformou-se para garantir a segurança na Cimeira do Clima. A presença de 150 chefes de Estado obriga a que se tomem medidas de segurança que afetam o dia a dia dos parisienses. Não pode, por exemplo, vender-se gás, nem acetona.

  • Ministro "mais descansado" com relatório sobre Almaraz, ambientalistas contestam
    2:01

    País

    O ministro do Ambiente diz estar mais descansado depois de conhecer o relatório técnico que considera o armazém de resíduos nucleares em Almaraz uma solução adequada. Já as associações ambientalistas e os partidos criticam o parecer positivo à construção e querem ouvir os ministros do Ambiente e dos Negócios Estrangeiros no Parlamento.

  • Marcelo recebido por multidão na Ovibeja
    2:52
  • Líderes europeus unidos para iniciar saída do Reino Unido
    2:08
  • 100 dias de Trump em 04'30''
    4:33

    Pequenas grandes histórias

    Donald Trump tomou posse como 45º Presidente dos EUA dia 20 de janeiro de 2017, faz este sábado, 100 dias. Prometeu grandes mudanças, mas os planos acabaram por chocar de frente com a realidade e a burocracia de Washington, como foi o caso do Obamacare. Foi a primeira ordem executiva que assinou, no dia em que tomou posse, mas a revogação está longe de acontecer.