sicnot

Perfil

Cimeira do Clima

Cimeira do Clima

Cimeira do Clima

Presidentes da China e dos EUA defendem "esforços conjuntos" para garantir acordo na COP21

Os presidentes da China e dos Estados Unidos conversaram por telefone durante esta noite sobre os desenvolvimentos das negociações sobre as alterações climáticas, que decorrem em Paris, anunciou hoje o Ministério dos Negócios Estrangeiros chinês. De acordo com a agência de notícias AFP, o comunicado colocado no sítio da internet do MNE chinês dá conta de que os dois presidentes concordaram que os países devem "reforçar a coordenação com todas as partes" e "fazer esforços conjuntos para garantir que a cimeira do clima de Paris (COP21) chega a acordo conforme previsto".

Barack Obama e Xi Jinping num encontro realizado no início da Cimeira do Clima, em Paris.

Barack Obama e Xi Jinping num encontro realizado no início da Cimeira do Clima, em Paris.

© Kevin Lamarque / Reuters

Um acordo seria benéfico para a comunidade internacional, acrescenta o comunicado, que dá conta ainda de que o Presidente Barack Obama disse que os Estados Unidos estavam dispostos a manter a coordenação com a China.

O projeto de acordo final para o combate às alterações climáticas, que deveria ser apresentado hoje na cimeira mundial do clima, que decorre em Paris, foi adiado para sábado de manhã, anunciou a presidência francesa esta manhã.

"Preferimos dar tempo para consultas com as delegações ao longo de todo o dia de sexta-feira" antes de apresentar o texto final para ser adotado em plenário, precisou a mesma fonte, citada pela AFP.

O texto "vai ser apresentado logo cedo na manhã de sábado para adoção ao meio-dia", acrescentou.

Lusa

  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.

  • 700 milhões para armamento e equipamento militar
    1:16

    País

    Portugal vai investir nos próximos anos 700 milhões de euros em armas e equipamento militar. Segundo a imprensa de hoje, o objetivo é colocar algumas áreas das Forças Armadas a um nível similar ao dos outros aliados da NATO. É o maior volume de programas de aquisição dos últimos anos e parte das verbas vão beneficiar a indústria portuguesa que fabrica aviões, navios-patrulha, rádios e sistemas de comando e controlo.

  • Princesa Diana morreu há 20 anos. Filhos falam pela 1ª vez da intimidade
    1:15