sicnot

Perfil

Cimeira do Clima

Cimeira do Clima

Cimeira do Clima

Presidentes da China e dos EUA defendem "esforços conjuntos" para garantir acordo na COP21

Os presidentes da China e dos Estados Unidos conversaram por telefone durante esta noite sobre os desenvolvimentos das negociações sobre as alterações climáticas, que decorrem em Paris, anunciou hoje o Ministério dos Negócios Estrangeiros chinês. De acordo com a agência de notícias AFP, o comunicado colocado no sítio da internet do MNE chinês dá conta de que os dois presidentes concordaram que os países devem "reforçar a coordenação com todas as partes" e "fazer esforços conjuntos para garantir que a cimeira do clima de Paris (COP21) chega a acordo conforme previsto".

Barack Obama e Xi Jinping num encontro realizado no início da Cimeira do Clima, em Paris.

Barack Obama e Xi Jinping num encontro realizado no início da Cimeira do Clima, em Paris.

© Kevin Lamarque / Reuters

Um acordo seria benéfico para a comunidade internacional, acrescenta o comunicado, que dá conta ainda de que o Presidente Barack Obama disse que os Estados Unidos estavam dispostos a manter a coordenação com a China.

O projeto de acordo final para o combate às alterações climáticas, que deveria ser apresentado hoje na cimeira mundial do clima, que decorre em Paris, foi adiado para sábado de manhã, anunciou a presidência francesa esta manhã.

"Preferimos dar tempo para consultas com as delegações ao longo de todo o dia de sexta-feira" antes de apresentar o texto final para ser adotado em plenário, precisou a mesma fonte, citada pela AFP.

O texto "vai ser apresentado logo cedo na manhã de sábado para adoção ao meio-dia", acrescentou.

Lusa

  • Economia portuguesa a crescer
    2:26
  • Os likes dos candidatos às autárquicas no Facebook
    4:00

    Autárquicas 2017

    Se há mais de 5 milhões de portugueses no Facebook, é natural que as autárquicas também passem pela rede social mais usada no país e no mundo. A SIC apresenta-lhe os 10 candidatos cujas páginas têm mais seguidores e, para a comparação ser mais justa, os que têm mais seguidores em Portugal - porque há também quem estranhamente tenha milhares de fãs em países como Egito, Filipinas ou Vietname.

  • Embaixador do Bangladesh pede ajuda aos portugueses no caso dos rohingya

    Mundo

    O embaixador do Bangladesh em Lisboa pediu esta sexta-feira aos portugueses que ajudem a resolver o problema dos rohingya. Desde o final de agosto, mais de 400 mil pessoas desta minoria muçulmana fugiram de Myanmar, a antiga Birmânia. O Bangladesh já tinha acolhido outros 400 mil refugiados e vê-se agora a braços com esta crise migratória. Pede por isso a Portugal que pressione Myanmar para aceitar de volta e em segurança os rohingya.