sicnot

Perfil

Cimeira do Clima

Cimeira do Clima

Cimeira do Clima

Acordo para o clima prevê limitar aquecimento global a 1,5 graus celsius

O presidente da cimeira do clima, Laurent Fabius, apresentou hoje o projeto final de acordo entre 195 países. Propõe conter o aquecimento global abaixo dos 2 graus celsius e limitá-lo aos 1,5.

© Philippe Wojazer / Reuters

O ministro dos Negócios Estrangeiros francês, Laurent Fabius, anfitrião da cimeira, propôs um acordo climático que prevê uma verba de 100 mil milhões de dólares (90,9 mil milhões de euros) para os países em desenvolvimento a partir de 2020.

"Estamos quase no final do caminho e, provavelmente, no início de um outro", disse o ministro francês dos Negócios Estrangeiros, na sessão plenária, com a voz embargada e quase em lágrimas, depois de ter agradecido ao seu antecessor Manuel Pulgar-Vidal e ter por isso recebido uma salva de palmas.

Laurent Fabius presidiu cerca de uma quinzena de conversações em Paris que terminaram hoje com negociações durante toda a noite e conseguiu entregar o acordo aos ministros, que agora decidirão se o aprovam ou não.

Hollande diz que aprovação do acordo sobre o clima pode mudar o mundo

O Presidente francês, François Hollande, pediu hoje aos delegados que participam na Cimeira do Clima, em Paris, que adotem o texto do acordo que foi apresentado acrescentando que "será um grande gesto para a humanidade".

Hollande fez uma intervenção logo após o presidente da Cimeira do Clima (COP21), o ministro dos Negócios Estrangeiros francês, Laurent Fabius, ter dado a conhecer os principais pontos do texto que vai ser submetido hoje à tarde aos participantes do plenário.

Segundo Hollande o documento é "o primeiro acordo universal da história das negociações climáticas".

"Estamos num momento decisivo", sublinhou o chefe de Estado francês.

François Hollande dirigiu-se aos 196 delegados e afirmando que têm a "possibilidade de mudar o mundo" caso o documento venha a ser aprovado.

O projeto de acordo final visa conter o aquecimento global abaixo dos 2 graus celsius e limitá-lo aos 1,5 e prevê uma verba de 100 mil milhões de dólares (90,9 mil milhões de euros) por ano para os países em desenvolvimento a partir de 2020.

  • "PCP não é força de suporte do Governo"
    2:11

    País

    Ao segundo dia de congresso comunista, ouviu-se o aviso mais forte, até agora, ao PS. João Oliveira, líder parlamentar do partido, diz que o PCP não se diluiu e que não é suporte do Governo. Já Jerónimo de Sousa deixou elogios à excelente geração de jovens que estão na frente política do PCP.

  • Passos elogia escolha de Paulo Macedo mas diz que não é suficiente
    1:47

    Caso CGD

    Pedro Passos Coelho diz que Paulo Macedo é competente para liderar os destinos da Caixa Geral de Depósitos, mas que a nomeação do antigo ministro não é suficiente para passar uma esponja sobre o assunto. Em Viseu, o líder do PSD não quis ainda avançar com um nome para a Câmara de Lisboa, depois de Santana Lopes afastar a hipótese de se candidatar.

  • O novo coala do zoo de Lisboa
    3:10

    País

    A SIC acompanhou em exclusivo a transferência de uma coala da Alemanha para o Zoo de Lisboa. O animal veio de avião e foi batizado pelos passageiros que seguiam a bordo. Ficou com o nome de Goolara. O coala é uma fêmea, com quase dois anos, e veio para aumentar a família da mesma espécie em Portugal.

  • Jovens do exército russo aderem ao Desafio do Manequim
    1:01

    Mundo

    Na Rússia, o grupo de jovens do exército também já aderiu ao famoso Mannequin Challenge. O vídeo foi divulgado pelo Ministério da Defesa russo. O objetivo é mostrar o dia-a-dia do chamado exército de jovens, cuja principal missão passa por sensibilizar os russos para a necessidade de cumprir o serviço militar obrigatório.