sicnot

Perfil

Cimeira do Clima

Cimeira do Clima

Cimeira do Clima

Lisboa, Porto e Faro realizam marchas para exigir soluções concretas para o clima

Marchas pelo clima vão realizar-se hoje em Lisboa, Porto e Faro, como em outras cidades do mundo, para reivindicar "respostas concretas e eficazes" para resolver a crise climática e ambiental, com justiça.

© Stephane Mahe / Reuters

No dia em que está previsto terminar a conferência das Nações Unidas para o clima, que reuniu representantes de 195 países mais a União Europeia, em Paris, durante duas semanas, as organizações ambientalistas internacionais não foram autorizadas a realizar manifestações na cidade francesa, devido às regras de segurança em vigor desde os atentados de 13 de novembro que provocaram 130 mortos.

Mas, por todo o mundo estão agendadas marchas a alertar para a necessidade urgente de definir e concretizar medidas para reduzir as emissões de gases com efeito de estufa, como já aconteceu na véspera da abertura da conferência de Paris.

Como não podemos estar em Paris, ambientalistas, cientistas, ativistas e artistas de Portugal juntaram-se para organizar em Lisboa, Porto e Faro marchas e manifestações, sendo esperada uma participação com "pelo menos a mesma dimensão da iniciativa de 29 de novembro", disse à agência Lusa um dos promotores, João Camargo.

Para este organizador, a participação naquela marcha, em Lisboa, "foi bastante significativa, atendendo a que se trata de um tema que só começou a entrar na sociedade portuguesa há pouco tempo".

Os manifestantes juntam-se na praça Marquês de Pombal, cerca das 15:00, depois descem a avenida da Liberdade e concentram-se no Rossio, onde estão previstas várias intervenções de organizações como a Plataforma Algarve Livre de Petróleo, o movimento Não ao Tratado Transatlântico, o movimento Vamos Salvar o Jamor ou a Plataforma Salvar o Tua, que reúne entidades como o GEOTA, a Quercus, a Liga para a Proteção da Natureza (LPN) ou a Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves (SPEA).

À mesma hora, os defensores do clima encontram-se no largo do Terreiro, no Porto, e no Parque Ribeirinho, em Faro, para "um protesto que é também uma alternativa".

"Está nas nossas mãos empurrar para a frente alternativas credíveis para um planeta climaticamente seguro e com futuro para todas as gerações vindouras", refere uma informação da organização, que defende a distribuição justa de responsabilidades e metas.

Os defensores do clima e do ambiente pedem "uma alternativa que corrija muitas das injustiças históricas que fazem com que hoje sejam os países mais pobres e que menos contribuíram para as alterações climáticas aqueles mais ameaçados pelos seus efeitos".

António-Pedro Vasconcelos, Boaventura Sousa Santos, Capicua, D. Januário Torgal Ferreira, Eugénio Sequeira Filipe Duarte Santos, Francisco Ferreira, Francisco Louçã, Gil Penha-Lopes, Henrique Furtado, João Camargo, João Cravinho, João Joanaz de Melo, Luís Varatojo, Luísa Schmidt, Pilar del Rio, Sérgio Godinho ou Viriato Soromenho-Marques são alguns dos apoiantes da iniciativa.

Lusa

  • Encontrados destroços do avião que caiu no Irão

    Mundo

    As autoridades iranianas encontraram destroços do avião que caiu no domingo no sudeste do país, matando as 66 pessoas que seguiam a bordo, revelou um porta-voz da Guarda Revolucionária, o exército de elite do regime.

  • 2,6 milhões de bebés morrem antes de completar um mês

    Mundo

    Os recém-nascidos no Paquistão, República Centro-Africana e Afeganistão são os que têm menor probabilidade de sobreviver, de acordo com um relatório da Unicef que revela que todos os anos 2,6 milhões de crianças morrem antes de completar um mês. Sobretudo nos países mais pobres do mundo, o número de mortes de recém-nascidos a nível global mantém-se assustadoramente elevado.

  • Galp regista lucro de 602 M€ em 2017 

    Economia

    A Galp registou um lucro de 602 milhões de euros no ano passado. Uma subida de 25 por cento em relação a 2016. De acordo com a empresa, os resultados devem-se sobretudo ao aumento da produção de petróleo e gás natural no Brasil, bem como o crescimento dos negócios da refinação e distribuição.

  • Mulher enterrada viva no Brasil
    1:13

    Mundo

    Uma mulher de 37 anos terá sido enterrada viva no oeste da Bahia, no Brasil. A certidão de óbito aponta um choque séptico como a causa da morte, mas os ferimentos com que foi encontrada no interior do caixão indicam um possível erro. Os moradores de casas vizinhas do cemitério municipal onde Rosângela dos Santos foi enterrada ouviram gritos vindos do túmulo.

  • "Os Estados Unidos são uma sociedade de pistoleiros"
    3:47
  • Trump desafia Oprah a candidatar-se para ser derrotada

    Mundo

    Apesar de Oprah Winfrey ter excluído uma eventual candidatura às eleições presidenciais dos Estados Unidos da América, Donald Trump ainda não se esqueceu dos rumores e desafiou a apresentadora a candidatar-se em 2020. Através do Twitter, o Presidente norte-americano disse ainda que assim poderia ser "exposta e derrotada como todos os outros".

    SIC