sicnot

Perfil

Caso das Viagens

Caso das viagens está "encerrado"

"Caso fica encerrado" com reembolso das despesas

O Conselho de Ministros vai aprovar ainda durante o verão um código de conduta para membros do Governo. É a resposta do ministro Augusto Santos Silva ao caso das viagens pagas pela Galp a três secretários de Estado.

Última atualização às 17:50

Em causa estão três secretários de Estado - Rocha Andrade, João Vasconcelos e Jorge Costa Oliveira -, que foram assistir a jogos da seleção no Euro 2016 a convite pela Galp.

Os três já garantiram que asseguraram ou vão assegurar as despesas. "Ao fazê-lo, do ponto de vista do Governo o caso fica encerrado", disse esta tarde o ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros.

Sem confirmar se algum dos secretários de Estado envolvidos pediu a demissão, Augusto Santos Silva admitiu que a polémica "suscitou algumas dúvidas".

Para evitar essas dúvidas, Santos Silva, que foi encarregado de gerir a crise das viagens, anunciou em conferência de imprensa que o Governo vai avançar com um código de conduta e que este será aprovado ainda durante o verão, em Conselho de Ministros.

Depois do secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, Rocha Andrade, soube-se do caso do secretário de Estado da Indústria, João Vasconcelos, e agora de Jorge Costa Oliveira, secretário de Estado da Internacionalização. Os três membros do governo aceitaram assistir a jogos de Portugal no Europeu de França, às custa da Galp. Todos garantem que já pagaram ou vão pagar todas as despesas.

O Ministério Público já está a investigar o caso. Em comunicado, a Procuradoria-Geral da República confirmou que já está a recolher elementos para apurar se há, ou não, ilegalidades e procedimentos a desencadear no âmbito das competências do Ministério Público.

António Costa não comenta, PSD envia perguntas

O gabinete do primeiro-ministro informou entretanto que não comenta o caso da viagem de Rocha Andrade paga pela Galp e remeteu para as declarações do próprio secretário de Estado dos Assuntos Fiscais.

Numa pergunta que deu hoje entrada na Assembleia da República, o PSD coloca diversas questões relacionadas com o caso da viagem do secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, começando por pedir a confirmação do primeiro-ministro às notícias que revelam que Rocha Andrade aceitou ofertas para assistir a jogos de futebol no estrangeiro, "de uma grande empresa que tem um litígio fiscal de muitos milhões de euros com o Estado".

  • PSD e CDS admitem chamar António Costa à nova Comissão de Inquérito à CGD
    2:37

    Caso CGD

    PSD e CDS admitem chamar o primeiro-ministro à nova Comissão de Inquérito à CGD. Apesar de ser uma hipótese, a SIC sabe que os dois partidos ainda estão a definir o objeto do inquérito e, por isso, afirmam que é prematuro falar sobre eventuais audições. Seja como for, António Costa voltou esta segunda-feira a dizer que o assunto está encerrado.

  • Venda do Novo Banco terá que ser negociada em Bruxelas
    0:43

    Economia

    A venda do Novo Banco vai ter que ser negociada com Bruxelas, uma vez que o Lone Star planeia agora ficar com 65% da instituição, obrigando o Estado a manter uma posição no banco. O ministro das Finanças lembra que esta também era uma possibilidade mas salienta que o assunto está nas mãos do Banco de Portugal.

  • O atentado na Suécia inventado por Donald Trump
    2:12
  • Primeiro-ministro sueco "surpreendido" com as declarações de Trump
    0:53

    Mundo

    O primeiro-ministro sueco ficou surpreendido com as declarações de Donald Trump, que, no fim de semana, se referiu a um suposto ataque terrorista no país escandinavo, relacionado com a imigração. Stefan Löfven fala na responsabilidade de usar os factos correctamente e diz que é preciso verificar a informação que é divulgada.

  • Angelina emociona-se ao falar da separação de Brad Pitt
    1:25
  • Modelo obrigada a prometer que não volta a arriscar a vida numa sessão fotográfica
    1:46