sicnot

Perfil

Caso das Viagens

Augusto Santos Silva vai chamar a si todos os projetos relacionados com a Galp

Augusto Santos Silva vai chamar a si todos os projetos relacionados com a Galp

Augusto Santos Silva revelou que vai chamar a si todos os projetos relacionados com a Galp, que apareçam no Ministério dos Negócios Estrangeiros. O primeiro-ministro em funções, enquanto António Costa está de férias, recusa contudo que o reembolso anunciado represente uma nova de culpa.

  • "Tencionamos aprovar um código conduta com normas absolutamente taxativas"
    5:16

    Caso das Viagens

    Os três secretários de Estado que foram a França a convite da Galp estarão agora impedidos de intervir em qualquer assunto relacionado com a Galp. No Jornal da Noite o ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, disse que o Governo pretende aprovar ainda durante o verão "um código conduta com normas absolutamente taxativas". O ministro desvalorizou o caso dizendo que se tratou de uma ação de apoio à seleção nacional, e que foram muitas figuras públicas que aderiram.

  • "As declarações de Augusto Santos Silva são o reconhecimento de culpa por parte do Governo"
    4:35

    José Gomes Ferreira

    O secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, Rocha Andrade, que viajou a convite da Galp para assistir a dois jogos de Portugal no Euro 2016 diz que não existe conflito de interesses, pelo facto da petrolífera manter uma guerra jurídica com o Estado. José Gomes Ferreira pensa de maneira diferente, no Jornal da Noite o jornalista diz que devia ter pedido desculpa pelo erro e que foi ingénuo em aceitar a viagem. José Gomes Ferreira diz ainda que "as declarações de Augusto Santos Silva são o reconhecimento de culpa por parte do Governo".

  • O conflito entre o Estado e a Galp
    1:14

    Caso das Viagens

    A Galp e o Estado português estão há dois anos em conflito. Em 2014, o Governo de Passos Coelho decidiu aplicar uma contribuição extraordinária ao setor energético. A Galp foi uma das empresas que decidiu não pagar, alegando que a contribuição era ilegítima. A Autoridade Tributária chegou a fazer buscas na sede da Galp.

  • Mais de 50 milhões de italianos decidem futuro do país
    1:43

    Mundo

    Este domingo, está nas mãos de mais de 50 milhões de eleitores italianos o futuro do país. Mais do que um voto à reforma constitucional, o referendo terá consequências políticas diretas no Governo italiano. As urnas fecham às 23h00, 22h00 em Lisboa. Os primeiros resultados são esperados meia hora depois.