sicnot

Perfil

Caso das Viagens

Polémica das viagens pagas pela Galp começou há um ano

Polémica das viagens pagas pela Galp começou há um ano

O escândalo das viagens dos governantes ao europeu de futebol, em França, pagas pela Galp, rebentou em agosto de 2016. Quase um ano depois três secretários de Estado vão ser constituídos arguidos.

  • "Como é que esta investigação demora um ano?"
    0:50

    Caso das Viagens

    Durante o comentário de segunda-feira, no Jornal da Noite, Miguel Sousa Tavares questionou como é que a investigação ao caso das viagens pagas pela Galp demorou um ano. O comentador da SIC critica o Ministério Público pela demora, dizendo que se fosse para arquivar demoraria apenas um dia, e se não, seria um mês. Isto porque os factos eram "públicos, notórios e confessados pelos próprios", ou seja, "não havia nada a apurar em matéria factual".

  • Sindicato considera atuação de Rocha Andrade "corajosa"
    2:28

    Caso das Viagens

    Fernando Rocha Andrade foi o principal rosto da polémica das viagens pagas pela Galp. O secretário de Estado era responsável pelos assuntos fiscais e mesmo assim aceitou o convite de uma empresa que mantinha um contencioso com o Estado na ordem dos 100 milhões de euros. Rocha Andrade ainda se manteve no cargo durante um ano, mas impedido de decidir matérias relacionadas com a Galp. Os sindicatos elogiaram a portura do secretário de Estado e consideraram a sua atuação "corajosa".

  • João Vasconcelos estava a preparar a Web Summit
    1:36

    Caso das Viagens

    Três secretários de Estado apresentaram no domingo um pedido de exoneração, aceite pelo primeiro-ministro esta segunda-feira. Um deles é João Vasconcelos, considerado um empreendedor no Governo, o secretário de Estado da Indústria foi impulsionador da indústria 4.0 e atualmente estava a preparar a próxima edição da Web Summit, em Lisboa.

  • Os momentos que marcaram o 7.º dia de Mundial
    1:08
  • "Ronaldos nascem na Rússia como cogumelos"
    1:49
  • Os momentos descontraídos dos jogadores
    1:54
  • Ronaldo no País dos Sovietes: O humor russo
    1:32
  • Schulz responde a Trump: "é um especialista em estatísticas criminais"

    Mundo

    "Donald Trump é um especialista em estatísticas criminais: pagamentos a estrelas porno, contactos ilegais com russos e diretores de campanha presos". Foi assim que o deputado alemão Martin Schulz respondeu ao Presidente norte-americano, depois de este ter afirmado várias vezes que a criminalidade na Alemanha aumentou devido à imigração.

    SIC

  • "Vou pedir a alguém que dê esta notícia por mim". Jornalista emociona-se com o caso dos bebés mexicanos separados das famílias
    0:49