sicnot

Perfil

Caso das Viagens

Caso das Viagens

Caso das Viagens

PSD e CDS lembram Ferro Rodrigues princípio da separação de poderes

O PSD e o CDS-PP acusam Ferro Rodrigues de não respeitar o princípio da separação de poderes. Em causa estão declarações do presidente do Parlamento sobre a atuação da Justiça no caso das viagens pagas pela Galp a políticos para verem jogos do Euro 2016.

O social-democrata Carlos Abreu Amorim publicou uma mensagem no Facebook onde acusa Ferro Rodrigues de fazer insinuações e reparos aos magistrados.

Já o centrista Adolfo Mesquita Nunes diz que o presidente da Assembleia da República publica opiniões pessoais nas redes sociais coincidentes com os interesses do PS e do Governo.

Ferro Rodrigues disse em entrevista à TSF que não considera um crime o facto de membros do Governo terem ido ao Euro 2016 com viagem pagas pela Galp. O presidente do Parlamento criticou ainda a demora da investigação.

  • Incêndio em Lisboa faz um ferido
    4:13

    País

    Um incêndio de grandes dimensões deflagrou esta segunda-feira numa loja, na Avenida de Berlim, em Lisboa. O repórter André Palma esteve no local, onde ouviu o comandante dos Sapadores Bombeiros de Lisboa. Pedro Patricio confirmou que foi assistida uma pessoa por inalação de fumos e, por questões de segurança, os veículos estacionados perto do local foram retirados, assim como foi pedido às pessoas dos prédios à volta que saíssem por causa do fumo. O incêndio foi dominado.

  • "Rui Rio avisou que vinha para partir loiça dentro do PSD"
    3:00
  • Hugo Soares não deverá continuar como líder parlamentar do PSD
    3:17

    País

    Rui Rio não deverá manter Hugo Soares na liderança parlamentar do PSD. Fonte próxima do novo presidente social-democrata diz à SIC que dificilmente o líder da bancada poderá continuar no cargo. Aumenta a pressão para que Hugo Soares ponha o lugar à disposição e já começam a surgir nomes para o substituir.

  • Suspeita de militantes fantasma no PSD
    4:22

    País

    Perante a suspeita de militantes fantasma e de caciquismo, Salvador Malheiro, diretor de campanha de Rui Rio, diz que o ato eleitoral foi devidamente fiscalizado. Uma investigação do jornal Expresso encontrou oito filiados numa morada que não existe e 17 militantes com morada numa casa onde vivem nove pessoas e nenhuma é do PSD. A associação cívica Transparência e Integridade fala num vazio legal e em falta de regulamentação.

  • Cristiano Ronaldo está insatisfeito com o salário e pode sair do Real Madrid
    2:38