sicnot

Perfil

Refugiados na Europa

Refugiados na Europa

Crise Migratória na Europa

ONU confirma morte de 800 imigrantes em naufrágio no Mediterrâneo

O Alto Comissariado das Nações Unidas para os refugiados (ACNUR) confirmou hoje que 800 imigrantes morreram no naufrágio de uma traineira, ocorrido no domingo, no mar Mediterrâneo, depois de falar com os sobreviventes do desastre. 

© STRINGER Italy / Reuters

"Podemos dizer que 800 pessoas morreram", declarou Carlotta Sami, porta-voz do ACNUR em Itália, a partir da Sicília.

 

Representantes do ACNUR e da Organização Internacional para as Migrações (OIM) indicaram ter entrevistado a maioria dos sobreviventes que chegaram ao porto de Catania, no sul da Sicília, por volta da meia-noite (23:00 de segunda-feira em Lisboa).

 

"Confrontamos os testemunhos, havia pouco mais de 800 pessoas a bordo, incluindo crianças com idades entre 10 e 12 anos", disse Carlotta Sami.

 

A traineira, que zarpou da Líbia no domingo com destino a Itália, transportava imigrantes oriundos nomeadamente da Síria, Eritreia, Somália, Mali, Gâmbia, Senegal e Bangladesh.

 

Todos foram levados para centros de acolhimento da região.

 

Segundo relatos de sobreviventes, recolhidos pelo ACNUR e pela OIM, a traineira voltou-se depois de um navio de português se ter aproximado respondendo a uma chamada de socorro, causando uma debandada.

 

A guarda costeira italiana, que informou terem sido recuperados 24 corpos, não confirmou o balanço invocado pelos sobreviventes.

 

A polícia italiana anunciou, esta noite, que dois dos 28 sobreviventes (um tunisino e um sírio), alegadamente o capitão e um membro da tripulação do barco, foram detidos, por suspeita de pertencerem a um grupo de tráfico de seres humanos que terá organizado a trágica viagem.

 

A União Europeia decidiu, esta segunda-feira, realizar uma cimeira extraordinária na próxima quinta-feira para responder ao drama dos imigrantes no Mediterrâneo, após uma série de naufrágios que fizeram mais de 1.600 mortos ou desaparecidos desde o início do ano, de acordo com dados da ONU.


Lusa

 

  • Marcelo e Costa unidos contra contagem do tempo integral de serviço
    2:45

    País

    Em menos de 24 horas, o Presidente da República e o primeiro-ministro deram publicamente sinais de que estão unidos contra a contagem de todo o tempo de serviço de professores e outros agentes do Estado para efeitos salariais. Marcelo Rebelo de Sousa e António Costa disseram que essa possibilidade é uma ilusão e que o país não tem condições para voltar aos níveis anteriores à crise.

  • Estudante português desaparecido no mar Báltico

    País

    Um jovem português de 21 anos desapareceu na segunda-feira, dia 13 de novembro, enquanto fazia uma viagem de cruzeiro entre a cidade finlandesa de Helsínquia e a capital da Suécia, Estocolmo. As autoridades locais fizeram buscas na madrugada em que Diogo Penalva caiu ao mar Báltico, por volta das duas da manhã.

  • Paris inaugura primeiro restaurante naturista

    Mundo

    Para entrar, é preciso retirar a roupa e apenas as mulheres podem permanecer calçadas. O primeiro restaurante naturista de Paris abriu em novembro para responder a uma necessidade em França, principal destino do mundo para os praticantes de nudismo.

  • Político indiano oferece 1,3 milhões por decapitação de atriz

    Mundo

    Deepika Padukone é uma das personagens principais do filme que retrata a relação entre uma rainha hindu e um governante muçulmano. O filme enfureceu um político do Governo indiano, que ofereceu 1,3 milhões de euros como recompensa a quem decapitasse a atriz. A polícia já destacou agentes para proteger a atriz, bem como a sua família.